“Promiscuidade”, diz ex-juiz ao comentar parentesco de juiz com assessor de Flávio Dino

morenoO juiz aposentado Jorge Moreno foi duro, hoje (14), ao comentar o parentesco entre o juiz João Francisco Rocha – que deu decisão mandando O Estado se retratar com o governo (reveja) – e um assessor do governador Flávio Dino (PCdoB), o também comunista Amilcar Rocha.

Moreno compartilhou em sua página no Facebook uma foto originalmente postada por Amilcar, junto com Flávio Dino, na qual o magistrado comentou: “Duas das personalidades de maior respeito do Maranhão” (leia mais).

Para o ex-juiz, há no caso “promiscuidade entre vida pública e privada” e “atentado contra uma das bases do Estado Democrático de Direito”.

“Chamem o CNJ!”, pede ele.

Veja abaixo a íntegra do comentário de Jorge Moreno.

CHAMEM O CNJ!!!

Olha o que a promiscuidade entre vida pública e privada, uma das bases do patrimonialismo, não é capaz de fazer.

Mal se inaugurou a república no Maranhão e seus “(a)fundadores” afrontam e atentam contra uma das bases do Estado Democrático de Direito.

Não é a separação dos poderes um dos pilares da República?

Não é a imparcialidade do juiz um dos princípios do Estado-jurisdição?

É dado ao autor escolher o juiz da questão?

Um juiz pode decidir quando existe interesse familiar confesso, evidente e inquestionável em questão?

E agora o que vão dizer os “republicanos”?

Nessa nova república nepotismo se chama “aproveitamento de quadros” e pagamento de “doadores de campanha”, medidas de ajuste.

Ah, sim: dispensa de licitação – economia de recursos e terceirização, melhoria no atendimento.

Cinismo no estado mais latente!!!

Essa república de bacharéis deveria voltar para os bancos escolares, para estudar a Constituição e seus fundamentos.

Mas sei que isso não adianta, porque contra o cinismo toda ética é vã, não passando de inútil todo argumento lógico!!!

Em tempo: além de todas as ligações já reveladas, Amilcar Rocha foi ainda sócio do governador Flávio Dino num escritório de advocacia. Hoje cedo estive com o irmão dele, o juiz João Francisco Rocha, que não quis gravar entrevista, mas garantiu que decidiu pela concessão do direito de resposta “baseado nos autos” e que a relação de parentesco não interfere nos seus despachos.


9 pensou em ““Promiscuidade”, diz ex-juiz ao comentar parentesco de juiz com assessor de Flávio Dino

  1. Não é o Jorge Moreno que vira e mexe critica o governo veementemente em suas redes sociais? Acho que vocês tem que aprender a conviver com a falta de influência e poder. Felizmente o sistema mirante já não impões tanto respeito assim, aprendam a conviver com isso, dói menos.

  2. É muito fácil, faz merda como juiz e ainda bota no bolso uma gorda aposentadoria com menos de quarenta anos de idade. Esse aí assimilou mesmo o complexo de Deus !

  3. Este ex-juizinho velho de merda, que não serve pra absolutamente nada, nem pra ele mesmo, a unica coisa que este pobre idiota quer na verdade é simplesmente ” APARECER”, e ele e tão burro que quer aparecer da pior forma!!!!

  4. Como é que esse processo foi cair justamente nessa Vara? Corregedoria precisa investigar.

  5. O governador pode ter sido um bom juiz federal mas como político está fazendo a mesma coisa que a oligarquia que tanto criticava, ou seja, corrompendo o judiciário. Não tem jeito esse Maranhão!!!!

Os comentários estão fechados.