Chacina de Panaquatira: bandidos “chegaram atirando”, diz testemunha

Um dos sobrevivente da “Chacina de Panaquatura” revelou ontem (27), em entrevista à TV Mirante, que não foi o policial Max Muller quem deu início ao tiroteio que culminou com a morte de quatro pessoas numa casa, em Ponta Verde, localidade do município de Sãso José de Ribamar.

Segundo a vítima, que ainda tem uma bala alojada na cabeça, “os caras chegaram foi atirando”.

Ele relatou que foi a ação do PM que evitou uma tragédia maior.

“O policial que estava presente, particularmente, foi o herói. Salvou a minha vida e a vida de muito que estavam lá presentes”, completou a testemunha, garantindo que ele apenas reagiu aos tiros dos bandidos.

A versão desse sobrevivente contrapõe declarações recentes do secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferon Portela. No início da semana, ele praticamente culpou Max Muller pelas mortes ao declarar que o tiroteio era apenas entre o PM e os assaltantes, e que estes só se voltaram contra todos os presentes após um dos seus comparas ser abatido.

“Nós devemos sempre, como agentes públicos de segurança, evitar o confronto onde a gente não possa ter uma garantia de supremacia da força estatal sobre a força marginal. A orientação é essa, a reação da gente deve ser pautada na possibilidade de domínio e não numa possibilidade de risco. Se for de risco, o certo é evitar, deixar para fazer a perseguição policial e captura depois. Não devemos expor nossa própria vida e nem a de terceiros em confronto que possa ser evitado”, declarou.


1 pensou em “Chacina de Panaquatira: bandidos “chegaram atirando”, diz testemunha

  1. Esse Secretário de Segurança foi um covarde nesse caso. O rapaz agiu em uma situação extrema, reagiu à altura, não estava atrás de uma mesa dando entrevistazinha como um Pilatos.

Os comentários estão fechados.