“Não estou preocupado, nem interessado nas opiniões dele”, diz Rocha sobre Zé Reinaldo

Roberto Rocha e Zé Reinaldo disputaram internamente a vaga de candidato a senador em 2014 e nessa disputa, Rocha levou a melhor

Roberto Rocha e Zé Reinaldo disputaram internamente a vaga de candidato a senador em 2014 e nessa disputa, Rocha levou a melhor

O senador Roberto Rocha reagiu às críticas feitas pelo ex-governador e deputado federal José Reinaldo Tavares sobre o lançamento da pré-candidatura de Rocha a Prefeitura de São Luís pelo PSB. Tavares afirmou em artigo que o senador não leva em consideração o desejo dos militantes do partido.

Sobre as críticas, Roberto Rocha disse somente que não se preocupa e nem se interessa pelas opiniões do ex-governador do Maranhão.

“Não estou preocupado, nem interessado nas opiniões dele. Meu olhar é para o parabrisas e não para o retrovisor”, afirmou Roberto Rocha ao Blog do Gilberto Léda.

Zé Reinaldo e Roberto Rocha – que vivem as turras desde a ida do senador para o PSB em 2011 – estavam tentando uma aproximação e união para levar o PSB a um caminho diferente do projeto político do governador Flávio Dino (PCdoB) para 2016 e para 2018.

O elo de ligação dos dois era a deputada Eliziane Gama (PPS), pré-candidata a Prefeitura de São Luís, no entanto, as vontades de possíveis espaços privilegiados em uma eventual chapa majoritária pedidos por Zé Reinaldo levou Rocha a recuar e lançar seu nome como pré-candidato a prefeito da capital.

Roberto foi vaiado ao anunciar sua decisão em encontro estadual do PSB, que ocorreu no sábado, 29, e Zé Reinaldo vez questão de dizer a ele, em seu artigo, que o avisou.

“Depois que uma entusiasmada plateia lançou o nome de Bira do Pindaré para concorrer ao cargo de prefeito da capital, e do discurso de aceitação do próprio Bira, o senador, ao fazer o uso da palavra, e sem levar em consideração o desejo dos militantes, resolve – como se fizesse uma concessão – repetir que quem escolhia o candidato, como presidente do Diretório Municipal, era ele. E que assim se lançava candidato a prefeito da capital. Não sei o que Roberto Rocha pensou, talvez contasse com o delírio da plateia, já que ele, senador, descia das alturas para se lançar candidato. Não sei mesmo o que pensava, mas o resultado da falta de conhecimento da cultura partidária só lhe valeu uma sonora vaia. Se me tivesse ouvido”, escreveu Tavares.

Basta saber como ficará agora essa relação interna conturbada entre os dois socialista e quem vencerá essa disputa.


7 pensou em ““Não estou preocupado, nem interessado nas opiniões dele”, diz Rocha sobre Zé Reinaldo

  1. Roberto Rocha deve ir para o PDT. Pelo fato de ter iniciado seus “negócios” no governo do pai Luís Rocha, o governo mais corrupto do Maranhão, ele tem cacife para fazer companhia para Weverton Rocha, Renato Dionisio, Raimundo Penha,Ivaldo Rodrigues, Rosangela Curado, Dedé Macedo, etc, etc, a grande quadrilha que se transformou o PDT.

  2. Já estão se voltando uns contra os outros? O Rocha está indo pelo mesmo caminho errado do Flávio Dino.

  3. Enquanto isso, a farra continua solta na SECMA. Já vão fazer três meses e o São João 2015 não foi pago.
    Apenas os bois chamados “grandes”, que não chegam a 10. E mais 3 tambores de crioula.
    Isso num universo de dezenas de grupos, que ainda não viram a cor do dinheiro, apesar de terem se apresentado. O curioso é que foi registrado um número de 80 danças portuguesas para receber. Onde elas dançaram, não sabemos.
    Só o Boi de Morros receberá do Estado 40 mil reais. Haja dançada. Fora as extras!
    E o Boi do tal Paulo de Aruanda, que era assessor da Estérica, ex-secretária maluquete, vai receber mais de 40 mil. Ele fazia as programações e tascava o grupo dele. Ganhou tanto dinheiro que abriu um terreiro novo.
    O grupo dele dançou diversas vezes no Palácio e em eventos do Estado. Tinha apresentação em que iam somente com 10 pessoas. A que pontos chegamos…
    Fora isso, pagaram logo as empresas contratadas para os serviços de som, iluminação e palco. E deixaram os grupos culturais chupando dedo. Por quê? Não sabemos. Algum esquema por trás dos panos. Ainda tem gente na SECMA que ganha por fora.
    Sem falar num tal restaurante, cujas despesas entraram nas contas do São João. E não houve licitação pra nada disso.
    No Governo Roseana, os grupos, bandas e cantores eram pagos com 50% antes das apresentações e 50% logo após, mas sempre no mês de junho. No mais tardar, julho.
    Ano passado, os pagamentos deram-se em julho. Tudo de uma vez só.
    Em 2015, só pra bagunçar de vez, o negócio desandou de uma tal forma… Além de não pagar, ficam a iludir os coitados. Inicialmente, saiu uma lista com apenas pouquíssimos grupos. Não deram 15, Prometeram outra lista na semana passada, mas não saiu. Agora, talvez dia 10.
    A SECMA alega que já repassou o dinheiro todo. A Federação Folclórica do Parque da Vila Palmeira, que é quem deveria repassar o dinheiro, responde que não.
    Curioso é que quem assumiu os pagamentos foi a Associação Maranhense de Blocos Carnavalescos (AMBC). Tudo por que a Federação está irregular e não pode pagar ninguém. É muita esculhambação pra pouco barraco.
    No puxa-puxa/encolhe-encolhe, a SECMA diz que quem é responsável pela lista é a Federação. A Federação empurra pra AMBC. Essa diz que a lista parte da SECMA.
    Ninguém sabe nada. Ninguém entende nada e desconhece a quem recorrer. Advogados estão sendo acionados. Fala-se em fazer protestos, passeatas, fechar a Avenida Beira-mar ou se amarrar às portas da SECMA, na Rua Portugal, Praia Grande. Alguns deram a ideia de entupir a entrada da secretaria com bois, chapéus, roupas de índias e instrumentos musicais.
    Agora que a SECMA pegou o gostinho do calote ou de pagar bem atrasado, comendo juros, quem garante que não será esse o procedimento do “Governo da Mudança”? Mas, ao assinarem os contratos, os grupos não concordaram com pagamentos tão atrasados. Caso soubessem, dificilmente aceitariam se apresentar sob tais condições. Isso pode dar motivos a centenas de processos.
    Por outro lado, a FUNC vai entrar no terceiro mês sem pagar o São João. Ao menos, ainda está dentro do edital. Prazo que termina agora em setembro. Ou seja, vão torrar uma grana com shows toscos no aniversário da maltratada São Luís, Depois, vão pensar no assunto.

  4. Besta fera demais, ao invés de colar com o guru que tem olhos lince, vai nadar contra a maré mesmo

  5. O resultado estar aí, foram dar asas pra cobra! Esse senador de araque só quer saber em se dar bem com o sofrimento do povo, grande deve ser o arrependimento dos Sarneys em ter criado essa cobra peçonhenta, pois todos sabem que ele é cria do grupo Sarney. O que ele queria, ele já conseguiu, agora ele cospe no prato que comeu, pois isso, é de sua própria personalidade!

Os comentários estão fechados.