Absolutismo

Da coluna Estado Maior

flavio_dinoAo longo da história, os regimes totalitários destruíram diversas cidades, nações, reinos e colônias em todo o mundo, gerando guerras civis, destruição, dor e morte. Uma das características dos absolutistas é a incapacidade de conviver com as diferenças, de aceitar a crítica e de refletir sobre as próprias ações.

O absolutismo tem terreno mais fértil nos regimes comunistas, autoritários e centralizadores.

Para os comunistas da antiga União Soviética, por exemplo, inimigos precisavam ser esmagados e mortos, para evitar que se reagrupassem contra o regime.

Em maior ou menor grau, vive-se hoje no Maranhão um sistema absolutista, em que críticos do governo são vistos como inimigos, que precisam ser esmagados, de uma forma ou de outra. Como nos regimes totalitários do Leste Europeu, adversário deve ir para a cadeia. Quem discordar dos chefões do governo, não pode continuar a conviver em sociedade.

O governo Flávio Dino se vê cercado de inimigos o tempo inteiro. Vê desafetos em qualquer manifestação crítica, seja de membro da direita, da esquerda, esteja no poder ou fora dele. Qualquer um que ameace seu projeto de poder deve ser eliminado, de uma forma ou de outra.

E para concretizar seu projeto, Dino aparelhou o Sistema de Segurança com membros do PCdoB, dispostos a pressionar delegados e policiais a atender os interesses do chefe do partido, que também é o chefe do governo. E tem subjugado também o Poder Judiciário, pressionando-o a atender seus desejos os mais absurdos, sob pena de cortes de orçamentos ou com gracejos de troca de favores.

O episódio envolvendo o empresário João Guilherme Abreu é o exemplo mais recente desta intolerância, que já tentou atingir também o ex-secretário Ricardo Murad.

E está pronto para subjugar qualquer outro que atravessar o caminho dos donos do poder.


7 pensou em “Absolutismo

  1. eu nunca vi na vida tanta merda escrita. uma inépcia intelectual total digna de um jornalista que no minimo deve ser um mero dejeto de uma Faculdade de Jornalismo de péssimo nível. A análise tendenciosa dessa redação não passa de um conjunto medíocre de palavras sem nexo, puramente para agradar seus chefes que devem ter a mesma incapacidade textual e intelectual. Sugiro que procure estudar mais afundo tais conjecturas para assim, poder redigir um texto capaz de influenciar alguém. Enquanto isso, são palavras no vento.

  2. O Delegado Jefferson Portela é do quadro da SSPMA diferentemente do Aluísio que nem era delegado e nem da SSP. Na verdade um informante a quem a oligarquia premiou com carro e mandato.

  3. Mario junior isso não é um jornalista sim um pau mandado come as custas dessa corja ruim dos sarneys. ou escreve essas porcarias ou perde o emprego.

  4. Justiça se começa dentro de casa. O governador tem que prender primeiro o pai dele, Sálvio Dino,, ficha suja que não tem condição de tirar certidão no TCU.

  5. O governo Flávio Dino é muito mole. Para cada irregularidade do Ricardo eu faria uma denúncia, pois na distribuição dos processos, algum cairia nas mão de promotores ou juízes decentes

Os comentários estão fechados.