Governo banca ataques a José Sarney na mídia internacional

El PaísO Governo do Estado tem investido dinheiro público na mídia internacional para que esta ataque o ex-presidente da República, José Sarney e sua família.

A mais nova publicação, que trata sobre o Porto do Itaqui, do El País, leva como título “Há um ano sem família Sarney, Maranhão tenta deixar o século 16”.

A “reportagem”, que traz entrevista do presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emape), Ted Lago, tenta dar ao estado a imagem de uma civilização de quatro séculos atrás.

 A publicação, contudo, evidencia como próprios patrocinadores o Governo do Maranhão e, vejam só, o Porto do Itaqui, comandado justamente por Ted Lago.

O texto foi também republicado pela mídia alinhada ao Palácio dos Leões.

Alguma surpresa ao tom dado à “reportagem”?


10 pensou em “Governo banca ataques a José Sarney na mídia internacional

  1. Esse FD, É muito cara de p… mesmo. Além de está totalmente perdido no governo, se preocupa 100% com mídia em estar relatando coisas do passado, ele tem que procurar é solução, para resolver ou ao menos amenizar a situação. que ao modo de ver não é isso que quer… #flaviodinonuncamais.

  2. O presidente da EMAP, Ted Lago, se fosse um excelente técnico, ele, juntamente com a família, não teriam quebrado a Coca-Cola, portanto isso é noticia Noblat e por falar em Ricardo Noblat, Vejam como é o comportamento da família desse rapaz: Sarney ligou para a família Ricardo Noblat em Recife para saber notícias sobre a saúde de Dom José de Medeiros Delgado, irmão da mãe de Noblat. Ela atendeu e Sarney falou: “Como vai, dona Eunice? Como está nosso querido Dom José?” Ela respondeu que ele estava mal, mas muito mal mesmo. Antes de a coversa terminar ela se antecipou: – Presidente, eu sempre escuto seu programa semanal de rádio. E gosto muito.
    Sarney comentou o episódio com o jornalista Carlos Castelo Branco, o Castelinho, que logo espalhou a notícia em Brasília.
    Castelinho pergunta pra Noblat: – Você não gosta de Sarney, mas sua mãe gosta.
    Logo depois Noblat cobrou a mãe: – Quer dizer que a senhora gosta do programa de rádio do presidente? E ainda disse isso a ele? Ela respondeu: – Quase não ouço. Na verdade não ouço – ela respondeu.
    – E por que disse que ouvia?
    – Porque se um dia ele pensar em lhe fazer algum mal se lembrará do que eu disse, e talvez não faça.
    Moral da história: Família dissimulada e interesseira faz qualquer negócio pra se dar bem.

  3. Engraçado o El EL PAÍS Brasil falar do Porto do Itaqui e do Polo Industrial Maranhense , quem tirou o Maranhão do seculo 16 foi o Sarney , responsavel por todas essas obras que hoje desenvolve a economia do nosso estado . O Maranhão será um trem-bala econômico nas próximas décadas , e espero que lembrem de quem construiu as bases para isso .

  4. Esse governo comunista faz como o governo José Reinaldo, gasta dinheiro público para denegrir a imagem do Maranhão. Hora já se viu o Maranhão do Século 16!!! Foi longe demais!!! Desrespeito a todos os Maranhenses, instituições, empresários, etc… Ridículo esse governador!!!!! Ou ele trabalha ou vai para a rua, não tem mais desculpa de Sarney!

  5. Isso é um absurdo. Infelizmente a sociedade não tem como acreditar em nenhuma esfera da imprensa, principalmente a maranhense. Todos tem um lado para puxar a sardinha. O jornal Estado do Maranhão e mirante é Sarney, a difusora é Lobão, o pequeno é governo, o imparcial não tem nada de imparcialidade indo pra quem paga. O Maranhão é muito afetado com a podridão da política

  6. Não adianta gastar o dinheiro público para difamar o Presidente José Sarney como ele só Pele no futebol e Roberto Carlos na música.

  7. Pingback: Governo pagou R$ 200 mil ao El País | Gilberto Léda

Os comentários estão fechados.