Prefeitos farão protesto contra crise nos municípios

prefeitosPrefeitos e prefeitas de várias regiões do Estado realizarão, nesta terça-feira (22), ato público que visa chamar a atenção da sociedade para a situação de crise financeira vivida pelos municípios maranhenses.

A mobilização inédita acontece a partir das 8h na BR – 135 (próximo a Ponte do Estreito dos Mosquitos), rodovia federal que dá acesso a capital São Luís.

Neste dia, Prefeituras do Maranhão deverão fechar as portas – somente os serviços essenciais irão funcionar – também como forma de protestar contra a crise financeira que está penalizando as cidades.

Informações da Secretaria do Tesouro Nacional revelam que as Prefeituras maranhenses irão encerrar o ano com uma perda de aproximadamente R$ 195 milhões de recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), repassado pelo Governo Federal.

Só para ser uma ideia, no primeiro decênio do FPM deste mês de dezembro foi registrado déficit de 25,17% nos repasses em relação ao mesmo mês de 2014. Para janeiro de 2016, é esperado forte impacto negativo de 17,2%.

Durante o ato, os gestores irão apresentar dados que mostram as dificuldades pelas quais as administrações municipais estão passando para manter os serviços públicos em dias e executar novos.

Além da queda constante de recursos do FPM, prefeitos e prefeitas deverão abordar outros assuntos que, de acordo com eles, estão dificultando as gestões, dentre eles o subfinanciamento dos programas federais e judicialização das administrações municipais.


8 pensou em “Prefeitos farão protesto contra crise nos municípios

  1. Se tem uma coisa que não falta nas prefeituras é dinheiro porque o que tem de prefeito envolvido em desvio de verbas públicas supera em muito a falta de recursos, aqui na Liberdade tem a famosa praça do Japão que era bem conservada pelas pessoas que a utilizam para jogar e o que aconteceu a prefeitura simplesmente mandou máquina quebrou tudo iniciou uma pseudoreforma e a empresa abandonou o serviço segundo os operários a prefeitura de São Luís para variar não pagou pelo término do serviço e a praça agora está inutilizada. AÍ EU PERGUNTO CADÊ O DINHEIRO EDIVALDO?

  2. Aguenta foram votar no Lula e na sua cria.
    Agora vão atrapalhar os outros tirando o direito de ir e vir.

  3. eles deveriam era trabalhar, mudar para o município. Todos moram é em São Luis. Se der o dinheiro do mundo todo pra esses prefeitos ainda é pouco. Com dinheiro e sem dinheiro não fazem nada do mesmo jeito.

  4. Vão fazer isso agora? fala sério!!!!!!
    querem mostrar “serviço” nessa altura do campeonato isso é brincar com a cara do povo mesmo principalmente com o povo do Maiobão…….

  5. Esses jumentos não estão sabendo que a crise é nacional. Por que não dão exemplo reduzindo seus salários para 1.000 reais e desempregam os parentes.

Os comentários estão fechados.