VÍDEO! Coronel aponta arma para cabo e advogado em Bacabal

O tenente-coronel Miguel Neto, comandante do 15º Batalhão da Polícia Militar em Bacabal, envolveu-se hoje (8) em uma confusão com um cabo da corporação, identificado apenas como Cb Bandeira, e chegou a apontar-lhe uma arma dentro da sala do comando.

A confusão aconteceu, segundo apurou o blog, depois de o subordinado haver sido chamado à sede do BPM para apresentar-se ao comandante.

Prevendo problemas, o cabo chegou acompanhado de um advogado, que tentou gravar a conversa entre os dois.

comandoPercebendo que estava sendo filmado, Miguel Neto reagiu e chegou a apontar uma arma aos dois.

“Não me filme, não. Tira essa porra daqui. Não me filme, não, desgraça!”, ordenou o tenente-coronel, que mandou, ainda, que as imagens fossem apagadas.

Ele chega, também, a dar um tapa não mão de quem filmava. Não houve disparos (veja no vídeo acima).

O blog tentou contato com o comandante Miguel Neto, mas ele não atendeu as ligações, e ainda não respondeu as mensagens enviadas.

Paralisação

As notícias que chegam de Bacabal dão conta de que os PMs articulam uma paralisação.

Eles reclamam de assédio moral por parte do comando do BPM.


8 pensou em “VÍDEO! Coronel aponta arma para cabo e advogado em Bacabal

  1. Não é todos mas tem muitos oficiais despreparado, não tem a mínima condição de comandar, nos tempos de hoje tem que saber liderar e sem falar que comando de batalhão é um cargo politico, então tem que procurar as melhores maneiras pra agradar grego e troianos. Vamos ver agora o posicionamento da OAB MA

  2. Pingback: Coronel aponta arma para cabo | Soldado PI

  3. Entendo que o Cabo e o Advogado não tem o direito de filmar a sala do Comando sem autorização do Comandante, porém o Comandante não pode em hipótese alguma, salvo flagrante ameaça a sua vida sacar de arma e apontar para seu subordinado e para um advogado no uso de suas atribuições. Entendo que houve uma série de erros e que acabou por chegar a questão que agora deverá ser aberto um Inquérito Policial Militar, pois existe indicio de crime.
    Bom no caso do Advogado deve entrar em contato com a OABMA, para que ela tome as devidas providencias, com relação a ter sido ameaçado e obstado em sua prestação.

  4. A cabeça da PM está maior que o corpo
    Tem mais oficial na Pm do Ma. Que na Pm de São Paulo que tem mais de 90.000
    Homens. A solução é fechar a Academia no mínimo de 20
    a 30 anos. Pois fazem concurso todo ano para oficial sem ter vaga. E o resultado é esse aí,todos querendo promoção e a política mandando e a incompetência
    e indisciplina campeando.isto também é extensivo ao Bombeiro.
    e

  5. O Cel agiu para manter a disciplina e o Código Penal Militar o resgaurda. Veja que o direito á imagem é um direito da personalidade que pode ser relativizado. eu disse PODE. NESTE CASO, O CEL FOI CLARO QDO OPTOU POR NÃO DEIXAR QUE SUA IMAGEM (RETRATO, ATRIBUTO) FOSSE VIOLADO. Esse Cel vem travando uma luta ferrenha com esse CB aí de bacabal visto que esse praça utiliza o batalhão como braço político a fim de fazer levante para movimento paredista, fora que esse Cel aí está tentando dar um fim ao esquema criminoso de muitos praças de Bacabal. Chamar o Subordinado á sala nao tem nada de mais. O Advogado também não tinha nada que tá lá. Primeiro pq não estava havendo nenhuma oitiva, nem estava em andamento nenhum procedimento administrativo que justificasse a presença do causidico ali. Entraram para tumultuar, provocar. A seara militar tem suas peculiaridades que esse CB INDISCIPLINADO CONHEÇE E FAZ QUESTÃO DE NÃO CUMPRIR POR ENTENDER QUE ELE É CIVIL E NÃO MILITAR

  6. Pingback: Cai o comandante-geral da PM | Gilberto Léda

Os comentários estão fechados.