Desfrut esclarece que pendência na Vigilância Sanitária é documental

Outros estabelecimentos usam mesmo argumento para alegar que têm boas condições sanitárias

desfrut docOs proprietários do bar Desfrut Praia, da Avenida Litorânea, entraram hoje (1º) em contato com o blog para esclarecer que sua inclusão na lista de autuados da Vigilância Sanitária não se deu por falta de higiene, mas por pendência documental.

Segundo eles, a fiscalização no estabelecimento foi realizada no dia 18 de janeiro e no dia 19 já havia sido protocolado o pedido de novo alvará sanitário 2016, com toda a documentação regularizada.

O alvará sanitário deve ser expedido nos próximos dias.

Como informado no post anterior, esta é uma lista da segunda quinzena de janeiro e, portanto, alguns dos estabelecimentos já podem ter resolvido as pendências.

desfrut2

Maggiorasca

PROTOCOLOPor meio de nota, a Pizzaria Maggiorasca também afirmou que suas pendências são apenas documentais.

Prezado Senhor Gilberto Léda,

vimos  através deste informá-lo que a ação da Vigilância Sanitária ocorrida em 18 de janeiro, NÃO FOI para autuar nossa empresa por FALTA DE HIGIENE conforme veiculada pelo seu Blog, mas sim por PENDÊNCIA DE DOCUMENTOS. Para isto, anexamos o protocolo de entrada do alvará à Vigilância Sanitária, datado em 28 de janeiro de 2016, conforme orientação do Órgão competente, na data da autuação. Solicito portanto, corrigir gentilmente, sua informação.

protocoloPicanha de Ouro

Em nota, o restaurante Picanha de Ouro disse que foi notificado por vencimento do Alvará Sanitário.

“Ou seja, ausência de documentos regulamentares”, diz o texto.

Que completa: “Informamos ainda que os fiscais não entraram na cozinha ou em lugar algum que se manipule alimentos. Também esclarecemos que já demos entrada no atestado conforme solicitado pela vigilância”.

IMG-20160202-WA0004Oba Oba Bar

A proprietária do Oba Oba Bar diz que a fiscalização exigiu apenas”revisão documental” e que recebeu um prazo para isso. “Ainda está dentro do prazo”, declarou.

Em nota, bar diz “que a inclusão da lista de autuados da vigilância sanitária não foi por falta de higiene conforme foi vinculado no seu blog até porque foi fiscalizado no dia 31 de dezembro no horário de grande movimento estava tudo ok. E sim por pendencia documental, portanto estou anexando a notificação no qual recebi como prova de que foi exigido”.


12 pensou em “Desfrut esclarece que pendência na Vigilância Sanitária é documental

  1. Realmente um dos poucos estabelecimentos que temos certeza de sua higiene e da qualidade dos produtos lá oferecidos!!

  2. Pingback: Veja a lista dos bares autuados por falta de higiene na Litorânea | Gilberto Léda

  3. E notório que houve um mal entendido em relação a algumas empresas, principalmente a Desfrut Praia, onde podemos logo perceber sua total preocupação com o higiene e qualidade dos produtos.

  4. Concordo plenamente com o Francisco!! A Desfrut Praia = Qualidade e limpeza! Conheço os proprietários e muitos funcionários de lá. A maior prepocupacao de todos é justamente essa, tendo em vista a dificuldade que encontramos no Maranhao em relação a tal assunto. Confio na Desfrut!!

  5. Isso é pq trabalha com manipulação de alimentos, era pra dar exemplo esse Desfrut. Não ficar pegando cagaço de vigilância, no mais parabéns Leda pela noticia, pagamos o olho da cara pra comer bem, que esse tapa na cara sirva de lição pros empresários gananciosos. Está em dias com o órgão da competência de higiene eh o mínimo que se pode ter.

    • Concordo com o Victor. Os empresários deviam deixar a ganância de lado e pagar os impostos e licenças devidos. Faço um convite a todos: peçam o CPF na nota na Desfrut e presenciem que a empresa não possui nota fiscal eletrônica, ainda emitindo a de papel. Façam as contas e vejam quanto imposto é sonegado nessa simples atitude, por mais que o porco seja o mais alto de todos os seus concorrentes e a lanchonete seja a mais rentável da praia.

  6. Essa Vigilância Sanitária é um fracasso…como faz inspeção só de documentação e nem entra nas cozinhas?Não podemos confiar nem nos bares nem na vigilância!

    • mas quem disse que eles não entraram em cozinhas?
      Leia o que diz o texto da agência de notícias da prefeitura sobra a ação:
      “A Vigilância apreendeu utensílios enferrujados, panelas inapropriadas para uso, alimentos acondicionados indevidamente e produtos vencidos. Eles constataram falta de higiene em diferentes pontos”

Os comentários estão fechados.