Governo do MA investiu recursos de fundos na Caixa para garantir empréstimo

dinoO governo Flávio Dino (PCdoB) realizou uma operação financeira com recursos do Fundo de Benefícios dos Servidores do Estado do Maranhão (FUNBEN) e do Fundo Estadual de Pensão e Aposentadoria (Fepa) para garantir um empréstimo de R$ 55,2 milhões na Caixa Econômica Federal (CEF).

A contração do crédito foi aprovada na semana passada pela Assembleia Legislativa (reveja) e os termos do contrato foram publicados no Diário Oficial do Estado em edição do dia 26 de abril.

Para que a operação fosse possível no banco, os comunistas aceitaram retirar parte dos recursos desse fundo, que estavam aplicados integramente no Banco do Brasil, e investir em um fundo na CEF.

Fala-se em R$ 52 milhões.

No governo, a ação tem sido classificada como “diversificação do investimento”.

Segundo os defensores da medida, com as aplicações dividias entre o BB e a Caixa, o objetivo é proporcionar uma espécie de concorrência entre as duas instituições, em busca de melhores rendimentos.

E com mais alguns milhões em sua carteira de investimentos, a CEF aceitou então emprestar a grana ao Estado.


10 pensou em “Governo do MA investiu recursos de fundos na Caixa para garantir empréstimo

  1. Se Graça Cutrim ainda estivesse la, nada disso teria acontecido. Deve ter sido por isso que o governador tirou ela de la.

  2. Para mim essa ação do governo gera crime de improbidade administrativa ou melhor de responsabilidade e ainda por cima aprovada pela Assembléia. O TCE coitado não terá coragem de reprovar a ação. Somente o STJ poderá fazer alguma coisa ou até mesmo o STF. Agora, te digo Gilberto, dona DINo é mais transloucadO que […] DILMa.

  3. Esse comunista não anunciou que tinha economizado trezentos milhões em contratos do governo Roseana Sarney? Como é que agora tem que tomar empréstimo? Isso deve ser para a campanha de Edivaldo Holanda.

  4. Até que enfim, um blogueiro resolveu falar a verdade.
    A Dra. Graça Cutrim nunca se envolveu com falcatruas. E se não fosse ela, o fundo tinha sido raspado pelo doleiro.
    Por isso tiraram a Dra. Graça Cutrim da Gestão da Previdência, para Flávio Dino poder […]ser importunado.
    Fora Flávio Dino e sua facção!

  5. Pingback: Flávio Dino “pedalou” ao negociar empréstimo com a Caixa? | Gilberto Léda

  6. O Poder pertinente, a Assembleia Legislativa, foi instado a se pronunciar e APROVOU, segundo afirma a própria notícia. Logo, se cabe crítica, é ela, a Assembleia que deve ser criticada.

Os comentários estão fechados.