Defesa de Sarney suspeita de “flagrante preparado”

Do blog do Josias de Souza

(Foto: Ed Ferreira/AE)

(Foto: Ed Ferreira/AE)

Em petição endereçada ao ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, José Sarney insinua que pode ter sido vítima de um “flagrante preparado”. Pede acesso à íntegra da delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Reivindica também o direito de se manifestar antes que o STF delibere sobre o pedido de prisão formulado pelo procurador-geral da República Rodrigo Janot —no seu caso, que já tem 86 anos, prisão domiciliar com tornozeleira.

Sarney dirigiu-se a Teori por meio dos seus advogados. Ele é defendido pelo escritório de Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay. Queixou-se do vazamento das gravações de suas conversas com o ex-amigo Sérgio Machado. “No entender da defesa, o motivo primordial de tal vazamento reside, evidentemente, em uma intenção deliberada de constranger o Supremo Tribunal Federal, de tentar provocar algum tipo de reação popular contra o Judiciário e em favor da decretação das prisões.”

O objetivo não foi alcançado, avalia a defesa de Sarney. “Ainda assim, tal vazamento não pode ser tratado como lugar comum, merece reflexão, obriga a uma apuração cuidadosa e profunda.” Desde logo, isentou-se Rodrigo Janot de culpa pelo vazamento. “…A defesa acredita e confia fielmente na isenção, na integridade e correção do procurador-geral” da República.

Para Sarney e seus advogados, é essencial esclarecer o que levou Sérgio Machado a gravar os diálogos com Sarney e com os senadores Renan Calheiros e Romero Jucá. Empilharam-se alternativas na petição. Pode ter sido “uma decisão autenticamente voluntária, íntima e pessoal”. Mas também pode ter ocorrido “algum tipo de determinação ou sugestionamento por autoridade investigativa.”

O objetivo da prosa da defesa é, evidentemente, invalidar os áudios captados por Sérgio Machado como uma prova lícita. “Interessante ponderar que, caso tenha de fato havido algum tipo de ‘ação controlada’ quando da realização das escutas, tal investida investigativa parece ter sido realizada à revelia de decisão judicial, […] o que torna a prova flagrantemente ilegal.”

Continue lendo aqui.


4 pensou em “Defesa de Sarney suspeita de “flagrante preparado”

  1. Acredito, também, mas a Raposa velha e esperta foi pega na armadilha, agora, tá preocupada e com razão. O temor dele, é saber que falou muito mais e deixou pistas fáceis de serem seguidas. O país mudou, não cabe mais frases de efeito. É perseguição politica. Intriga da oposição .

Os comentários estão fechados.