Bailarina morta na BR-135 será homenageada em exposição

Ana DuarteA bailarina Ana Duarte, morta durante uma tentativa de assalto na BR-135 em março e que provocou comoção no estado, será homenageada pela exposição “Ana Duarte, uma artista popular”, composta por fotografias e objetos que a pertenciam, a partir das 19h de hoje no Centro  de Criatividade Odylo Costa Filho, na Praia Grande.

A exposição ficará aberta ao público até o dia 1º de julho, com visitação em horário comercial. Ana Duarte faria 52 anos de idade hoje.

As fotografias ampliadas (40×60), em um total de 20, foram produzidas pelo fotógrafo e antropólogo Adalberto Rizzo (viúvo da artista), Eduardo Cordeiro e Marília de Laroche. O evento terá a participação de diversos artistas e será aberto com intervenções culturais, sob o comando de Lívia Lima, Fernanda Sá e Juliana Duarte, que apresentarão parte do espetáculo “Urucupunga”, do qual Ana Duarte participava.

A Cia. Circense de Teatro de Bonecos, por sua vez, apresentará número de tambor de crioula. Além disso, está na programação um grupo de caixeiras do Divino Espírito Santo de Santo Onofre (Igaraú), Camila Reis, Robson Garcia e o Tambor de Crioula da Liberdade, do qual ela também participava.

Leia mais sobre homenagem em O Estado [material exclusivo para assinante].


1 pensou em “Bailarina morta na BR-135 será homenageada em exposição

  1. A Ana Duarte será sempre lembrada com carinho por todos do bairro da Liberdade, pois foi uma moradora do local e sempre retornava pra prestigiar as manifestações culturais daqui.

Os comentários estão fechados.