Detran-MA confirma que ampliou terceirização e é denunciado ao MP

Empresa ligada a Dedé Macedo aumentou faturamento em cerca de R$ 250 mil

br_construçõesO Sindicato dos Servidores do Detran-MA protocolou ontem (29) no Ministério Público  do Trabalho (MPT) uma denúncia contra a direção do órgão pelo aumento irregular da terceirização de atividades fim.

Segundo acordo firmado com o MPT, o correto seria o Departamento de Trânsito diminuir a contratação de terceirizados.

Ocorre que no início do mês de agosto membros do sindicato dos servidores perceberam que a BR Construções, empresa ligada ao pecuarista Dedé Macedo – um dos financiadores da campanha do governador Flávio Dino (PCdoB) em 2014 – aumentou em quase R$ 250 mil o faturamento mensal no governo comunista (reveja).

Instado a explicar o motivo do crescimento desse tipo de despesa, o corpo diretor do órgão chegou a alegar aumento de gasto com horas extras e benefícios de 265 terceirizados. E apresentou uma lista com o quantitativos de funcionários fornecidos pela BR Construções. Mas a relação contém 470 terceirizados (veja acima).

“Ora, considerando que em junho de 2016 o próprio Detran/MA apresentou ao Ministério do Trabalho um ofício onde alegou estar cumprindo o acordo e que o número de terceirizados em atividade fim era de 265 (inclusive apresentou relação nominal com descrição dos cargos), a única conclusão que se pode chegar é que houve a contração de 205 funcionários para atuar nas atividades fim do órgão entre junho e agosto de 2016”, argumenta o sindicato.

O caso está sob análise da procuradora do Trabalho Anya Gadenha Diogenes.


1 thought on “Detran-MA confirma que ampliou terceirização e é denunciado ao MP

  1. O servidor público estadual não tem o respeito nem a consideração de Flávio Dino. Ele não concede reajuste salarial argumentando que o estado não tem recurso, pois o dinheiro é apenas para terceirizados. Ditadura comunista cruel. Fui informada que ele não deixou o Deputado Humberto Coutinho conceder o prometido reajuste de 5% aos servidores efetivos, mas permitiu o reajuste da gratificação dos diretores e dos comissionados dos gabinetes dos deputados

Os comentários estão fechados.