“Éramos felizes e não sabíamos?”, questiona servidor público estadual

cleinaldo-lopesO presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado do Maranhão (Sintsep), Cleinaldo Lopes, assina um editorial publicado num informativo impresso da entidade e também publicado no perfil do sindicato no Facebook, que alerta para a falta de diálogo entre o governador Flávio Dino (PCdoB) e o servidor público do estado.

No texto, Cleinaldo faz uma retrospectiva das lutas dos trabalhadores e uma crítica ao tratamento recebido pelos servidores por parte dos gestores que antecederam o comunista no Palácio dos Leões, mas com um questionamento um tanto intrigante no título e no corpo do editorial: “Será que éramos felizes e não sabíamos?”. O sindicalista destaca no texto, a implantação do Plano Geral de Carreiras e Cargos do Poder Executivo Estadual do Maranhão, feita pela ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), segundo ele, instrumento ameaçado pela atual gestão.

“Toda essa retrospectiva é para alertar o servidor que, com o novo governo, pensávamos que tudo fosse ser diferente, mas não é. O SINTSEP e o Fórum de Defesa das Carreiras do Poder Executivo Estadual por diversas vezes solicitaram agendamento de reunião com o governador Flávio Dino, para tratar de pautas de interesse dos trabalhadores públicos estaduais. Porém, não tivemos respostas. Como somos sindicato do Poder Executivo, faz-se necessária uma reunião específica para tratar de temas peculiares a nossa categoria, como implantação da segunda etapa do PGCE, criação da data-base, reajuste salarial, concurso público e outros”, destaca trecho do texto.

Ele afirmou que os servidores públicos carecem da recomposição da inflação de 2015, que corresponde a 10,67% e afirma que os avanços alcançados pela categoria na gestão Roseana Sarney, estão sob ameaça.

“Esperamos, Senhor Governador, que não seja necessário acreditar que antes éramos felizes e não sabíamos! Por que até o momento a mudança ainda não chegou para os funcionários públicos estaduais do Maranhão. Pelo contrário, todos os avanços na questão salarial, alcançados no governo da Roseana Sarney, estão ameaçados caso o governo não dê prosseguimento à segunda etapa do Plano Geral de Carreiras e Cargos do Poder Executivo Estadual do Maranhão!”, finalizou.

Leia a íntegra do editorial aqui_________________________________


9 pensou em ““Éramos felizes e não sabíamos?”, questiona servidor público estadual

  1. Estou é que um presidente de Sindicato que foi reeleito sem concorrente, falar em saudosismo de um governo que nunca fez nada por ninguém. Acorda presidente.

  2. Será que éramos felizes e não sabíamos? O senhor Cleinaldo Lopes deve está sofrendo de um transtorno conhecido como Síndrome de Estocolmo… só essa síndrome para justificar esse saudosismo dele. É claro que o governo Flávio Dino é muito ruim, mas isso não torna o antigo governo Roseana menos ruim… Tentamos com Flávio Dino, não deu certo (pelo menos não até agora) 2018 tentamos com outro, nada de ficar dando passos para trás… uma hora um desses que nós colocamos no poder para nos representar irão aprender que ou nos representam ou não ficam no poder!

  3. ELE ERA FELIZ PORQUE FOI UM DOS POUCOS APANIGUADOS DA OLIGARQUIA SE BENEFICIOU FINANCEIRAMENTE , EM DETRIMENTO DA MAIORIA DOS MARANHENSES.

  4. Discordo da matéria. De fato, o novo e a mudança chegaram sim para os servidores públicos do estado, só que como EdiH e Bucho Dino, a coisa mudou pra pior e pra muito pior se formos comparar com governos anteriores. Agora, vamos amargar mais alguns anos, mas que em 2018 coloquemos um ponto final em FD e sua turma que inchou a folha de pagamento do estado com seus salários vultuosos e imorais, não deixando nada ou quase nada para aqueles que efetivamente carregam a máquina deste Estado nas costas. Que o povo não sofra de amnésia!!!

  5. É por isso que Roseana sempre volta. A gente luta pra mudar, escolhe uma liderança, vota e o infeliz consegue ser muito pior que Roseana.

  6. Esse governo comunista está com seus dias contados, a mesma coisa é Edivaldo que comunga os mesmos ideais que esse infeliz comunista.

  7. O presidente do sindicato ressaltou os benefícios concedidos à classe na administração de Roseana, assim como ressaltou o abandono de Flávio Dino aos servidores. Portanto, mesmo com a administração ruim de Roseana Sarney os servidores foram mais beneficiados do que pelo governo da mudança que já comprovou odiar os efetivos. Assim pensa hoje a maioria dos maranhenses : eu pensava que Roseana era uma péssima administradora, mas Flávio Dino consegue ser pior. Portanto, está plenamente justificada a expressão que é muito comum : eu era feliz e não sabia.

  8. Os servidores do judiciário estão sem reajustes desde que Flávio Dino sentou na cadeira de governador, essa dura realidade pra nós não víamos há muitos anos.

Os comentários estão fechados.