Caso Sefaz: juíza que recebeu denúncia vai à Corregedoria do TJ

cristiana-ferraz

Depois de proferir despacho recebendo a denúncia do promotor Paulo Roberto Barbosa Ramos, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Tributária e Econômica de São Luís, no “Caso Sefaz, a juíza Cristiana Ferraz, que responde interinamente pela 8ª Vara Criminal de São Luís, foi à Corregedoria-Geral de Justiça.

Ela foi recebida nesta segunda-feira (7) em audiência pela corregedora-geral, desembargadora Anildes Cruz, e pelos juízes auxiliares da Corregedoria, José Américo Abreu (Segurança Institucional), Rosária Duarte (Serventias Judiciais) e Sara Gama (Serventias Extrajudiciais), também participaram da reunião.

O encontro ocorre após uma crise aberta pelas desastradas declarações do representante do MP no caso – durante coletiva na semana passada, ele acabou se atrapalhando com as palavras e antecipando uma decisão da magistrada (reveja), e depois admitindo que não foi “feliz” ao citar acordo com a juíza (leia mais).

Durante a reunião, segundo nota do TJ, a corregedora reafirmou confiança na magistrada “e ressaltou que a independência e convicção dos juízes em suas decisões devem ser respeitadas”.


8 pensou em “Caso Sefaz: juíza que recebeu denúncia vai à Corregedoria do TJ

  1. Mais uma na cara desse destrambelhado promotor.

    Comenta-se na cidade que acaso a titular da 8.ª vara criminal, a respeitada juíza Oriana Gomes, estivesse na ativa, esta sequer teria acolhido essa denúncia!!! Desse modo, levantam-se mais suspeitas nesse rumoroso caso: vez que tudo teria sido programado com antecedência ante a sua ausência????

  2. Esse […] sempre foi muito atrapalhado. Foi exatamente por isso que o governador comunista a escolheu e nomeou […]. O famoso politico Vitorino dizia que no Maranhão até a vaca voa. Coitado do nosso Maranhão!!!

  3. O Maranhão continua sendo um estado extremamente patrimonialista, ou seja, quando as pessoas de posses e influentes são inquiridas, por acusação de terem cometido algum delito, há um auê nos meios de comunicação e da sociedade, no entanto, quando se trata de pessoas humildes, tanto os veículos de comunicação como a sociedade festejam o feito, e com elogios às autoridades.

  4. E evidente que a situação da Juíza e embaraçosa e comprometedora, pois o Promotor não iria falar que tinha combinado com a Juíza a sua decisão, e natural que a declaração da Corregedoria seja dessa forma isso nada impede que a Juiza sofra uma penalidade administrativa. Não se pode de maneira alguma a Justiça tem envolvimento com pedidos políticos, o que se ver ultimamente são algumas pessoas do Judiciário através da rede social enaltecendo o Governador Flávio Dino.

  5. A REUNIÃO É MAIS UM SINAL QUE , EM BREVE, MUITO BREVE, PEDRINHAS IRÁ GANHAR MAIS UMA HOSPEDE CORRUPTA, DIGO, DEZ ¨ILUSTRES ¨CELEBRIDADES DA POLÍTICA MARANHENSE. É AQUI MESMO QUE O MAL SE DESTRÓI…

  6. Refletindo: -Já estão se defendendo na corregedoria… Sem acusação, já foram dar explicações, não pega bem isso. Ou a corregedoria vai abrir procedimento formal para apurar ? Ao menos deveria.

Os comentários estão fechados.