Flávio Dino resiste a dar aumento a servidores

Em meio ao debate sobre o aumento do ICMS incidente sobre contas de luz, combustíveis, cigarros, TV e telefonia (saiba mais) o governador Flávio Dino (PCdoB) recebeu do núcleo duro da sua gestão uma sugestão: encaminhar à Assembleia, ainda neste fim de ano, um “pacote de bondades” que amenizasse a crise instalada após a chegada do “pacote de maldades” na Casa.

A ideia de aliados do comunista é conseguir, com a alta da receita de impostos a partir do reajuste de alíquotas do ICMS, aumentar os salários de três categorias do funcionalismo estadual.

Seriam contemplados professores, agentes penitenciários e policiais civis.

Uma proposta chegou a ser concretizada.

Mas Flávio Dino resiste a encaminhá-la para votação na AL…


6 pensou em “Flávio Dino resiste a dar aumento a servidores

  1. Se der aumento tem que ser pra todos ou vai ter uma enxurrada de ações na justiça. Eu mesmo já estou com duas ações na justiça contra atos desde governo desumano.

  2. GL, vamos dar a César o que é de César…Estamos em uma calamidade, estados considerados ricos, RJ, RS, MG , estão com dificuldades em honrar com seus compromissos. Aqui no MA, temos que evitar que ocorra o mesmo, caso aconteça o será uma loucura. Acho que não é hora de aumento e nem elevação de impostos. Que ele cobre das grandes empresas os encargos…

  3. Caro Gilberto, sirvo me do presente meio de comunicação para apresentar uma grave denúncia e, que, ao mesmo tempo também serve como nota de utilidade pública de extrema importância:

    1) Os agentes de Combates as Endemias de São Luís até a presente data ainda não receberam seus salários referentes ao mês de Novembro do corrente ano, entretanto não existe justificativa para tal atraso, tendo em vista que esses recursos são oriundos do Ministério da Saúde, pois dessa mesma fonte (Ministério da Saúde) os Agentes Comunitários de Saúde também são pagos, sendo que estes já receberam seus salários desde o dia 08.

    2) Outra grande dificuldade que a categoria vem enfrentando é a falta de crédito nos cartões de transporte (03 meses em atraso), pois desta forma os mesmos não tem como se deslocarem até suas localidades de trabalho para combaterem os altos índices de infestação (dengue, zika e chikungunya) que a Cidade de São luís vem enfrentado e, que, inclusive já levaram algumas pessoas óbito.

    Outrossim, diante dos problemas acima citados, a categoria suspeita de um fato ainda mais grave, é que o sindicato que a “representa” (SINTRACEMA) esteja em conluio com a Secretaria Municipal de Saúde com o objetivo de atrasar os salários dos servidores, sendo que desta forma, o Órgão aufere juros sobre o tempo em que os recursos ficam retidos no Banco e, em contrapartida, para retribuir a inércia do”Sindicato”, vários membros da direção são agraciados com empregos a seus familiares e outras benesses que precisam ser apuradas.

    Por fim, a categoria clama por SOCORRO aos Órgãos Fiscalizadores, para que apurem essas irregularidades a fim de resolverem a situação da categoria e, acima de tudo faz um alerta para evitar que uma epidemia muita mais grave do ocorreu neste ano ocorra no próximo e mais vidas sejam ceifadas, pois o período de maior risco (chuvoso) está bem próximo.

    Gratos pela atenção!

    Agentes de Combate as Endemias (São Luís/MA)

  4. A BESTA FERA Flávio DinoSSAURO sendo fiel ao receituário comunista: elevação da carga tributária para compensar a irresponsabilidade fiscal.

  5. Sevo Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul quebraram foi pela roubalheira e ma gestão, nos não temos nada com isso. O governador na campanha prometeu mudanças que até agora não aconteceram. Pagamento de aeronaves de cinco milhões, quarenta milhões para propagandas do governo, casa de veraneio até agora não foi vendida. O estado financiou a campanha milionária de Edivaldo Holanda. Como que o maranhão pode quebrar? Acho que dinheiro tem, mas está sendo empregado de forma errada.

Os comentários estão fechados.