Entenda por que o céu ficou avermelhado em São Luís

(Foto: Hilton Franco)

Moradores de São Luís impressionaram-se, ontem (2), com a tonalidade do céu ao pôr-do-sol: em grande parte da cidade ele ganhou um tom avermelhado.

Muitos questionamentos surgiram sobre o porquê do fenômeno.

O Blog do Gilberto Léda pesquisou sobre o assunto e encontrou uma explicação interessante, do físico Henrique Fleming, da Universidade de São Paulo, publicada pela revista Superinteressante.

“A nossa percepção do Sol muda por causa das irregularidades na camada de ar que envolve a Terra e pela distância que a luz percorre na atmosfera”, explica o físico.

Existem partículas de poeira, poluição e gotículas d’água infiltradas entre as moléculas de gás que compõem a atmosfera. Quando o Sol está alto, as cores formadas por ondas de maior amplitude contornam essas partículas e as moléculas. Mas as menores (o violeta, o azul e o anil) não conseguem se desviar e trombam, espalhando-se. Com isso, tingem o céu de azul e o Sol fica amarelo, que é a soma das cores restantes: o verde, o amarelo, o laranja e o vermelho. À medida que o Sol vai se pondo, seus raios têm que atravessar um pedaço maior da atmosfera, colidindo com mais obstáculos. Afinal, no crepúsculo, até as ondas longas, laranja e vermelho, acabam trombando e se desviando, avermelhando gradativamente o horizonte (embora o resto do céu continue azul). A vermelha é a última onda de luz que consegue cruzar a atmosfera e nos atingir, por isso o astro-rei fica vermelho no pôr-do-sol. Por fim, o céu fica preto com a ausência de luz: não chega mais nenhuma cor e nem se vê mais nenhum espalhamento, pois o Sol está abaixo do horizonte.

__________________

No caso de São Luís, como havia uma grande nuvem sobre a cidade, ela acabou refeltindo esse tom avermelhado para baixo, dando a impressão de que todo o céu – ou grande parte dele – estava da mesma cor.


4 pensou em “Entenda por que o céu ficou avermelhado em São Luís

Os comentários estão fechados.