Médico é preso acusado de estupro em Imperatriz

Imirante.com

O médico cardiologista Claumir Simões foi preso preventivamente na manhã desta sexta-feira (20), por determinação do Justiça, a pedido do Ministério Público, enquanto prestava esclarecimentos de um estupro que teria cometido, no mês de junho. Ele é acusado de abusar sexualmente de uma paciente dentro do consultório no posto de saúde do bairro Três Poderes, onde trabalha.

A mulher é uma paciente de aproximadamente 40 anos. Os detalhes do crime não foram revelados, pois o processo segue em segredo de Justiça. Mas para a promotora de Justiça, Raquel Chaves, não há dúvidas quanto a autoria do crime praticado pelo médico.

Claumir Simões, que foi ouvido pela segunda vez nesta sexta-feira, nega o envolvimento. Mas para a Justiça, as provas são contundentes. “Foram feitas diversas perícias, pelo Incrim. Não há nenhuma dúvida de que ele foi o autor desse fato criminoso. A investigação está concluída. Há indícios seguros de materialidade dos fatos”, ressaltou a promotora.

Após o cumprimento ao mandado de prisão, o médico foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), para procedimentos de praxe, e em seguida foi encaminhado para a Unidade Prisional de Davinópolis, onde vai ficar à disposição da Justiça.


3 pensou em “Médico é preso acusado de estupro em Imperatriz

  1. Vejam quanto absurdo, de acordo com as leis vigentes, colocar a mão no pescoço ou na perna de uma mulher é estupro, ter relação sexual com própria esposa sem o seu consentimento também é estupro. Essa “senhora” de 40 anos foi estuprada? Eu não acredito, provavelmente foi uma armação, deve ter tido uma treta, uma desavença com esse médico, ou pelo que eu estou sabendo , ela queria namorar esse médico renomado e conceituado, dava em cima dele , e como ele é casado, não quis, e por isso aprontou essa armação para se vingar.
    Agora convenhamos :mulher promotora e juíza julgando um caso desse, tem uma notória parcialidade.

Os comentários estão fechados.