PODE? Candidata é eliminada do Enem 2017 por ter moedas no bolso

Candidata é eliminada do Enem, quando já estava fazendo a prova, porque tinha duas moedas no bolso (Foto: Gioras Xerez/G1)

(Com informações do portal G1)

A estudante Mayane Cecília, de 16 anos, foi eliminada do Enem neste domingo (12), quando já estava fazendo as provas do segundo dia do exame, por ter duas moedas no bolso. A moradora do Bairro José Walter, em Fortaleza, afirma que pediu para ir ao banheiro, quando o detector de metais acionou. O edital do Enem não cita porte de moeda como item que resulta em eliminação.

“Na hora que passei na porta para sair o detector de metais pegou as moedas”, lembra. “Não estou acreditando que fui eliminada por causa de duas moedas. Meu Deus do céu. Muita frustração para uma pessoa só. Passei ano estudando para ser elimanda por causa de duas moedas”, lamenta.

A estudante diz também que tentou argumentar com os fiscais para evitar a eliminação e chegou a passar mal, mas foi convencida e se retirou do local de prova.

O que diz o edital

O edital do Enem, no parágrafo 12.4, afirma que o participante “poderá ser submetido à revista eletrônica nos locais de provas, a qualquer momento, por meio do uso de detector de metais”; caso recuse, ele será eliminado.

O edital cita também que resulta em eliminação “portar dispositivos eletrônicos, tais como: máquinas calculadoras, agendas, eletrônicas ou similares, telefones celulares, smartphones, tablets, iPods, pen drives, mp3 ou similar, gravadores, relógios, alarmes de qualquer espécie, chaves, fones de ouvido ou qualquer transmissor, gravador ou receptor de dados, imagens, vídeos e mensagens.”

As normas do concurso, no entanto, não citam moedas ou metais que não são componentes de equipamentos eletrônicos como infrações ao exame.

G1 procurou o Inep, responsável pela aplicação da prova, e aguarda resposta.


3 pensou em “PODE? Candidata é eliminada do Enem 2017 por ter moedas no bolso

  1. Ela deve ter sido avisada de colocar todos os objetos dentro do saco plástico, inclusive qualquer coisa de metal que neste caso era a moeda, e lacrar. Foi uma candidata “voadora” talvez por desatenção não retirou todas as coisas do bolso. Isso acontece até em concurso público onde o fiscal fala pra desligar os celulares e retirar a bateria para não tocar, alguns aparelhos tocam mesmo desligado o alarme, e sempre tem algum “voador” que não faz isso e o celular toca na hora da prova.

    Uma pena mas bola pra frente, estude para o próximo ENEM e fique mais atenta!

  2. Vai dar uma bela ação contra o Inep. Pelo que eu vi, a garota não se recusou a passar pelo detector de metais e tampouco no edital consta a proibição de porte de moedas como item para uma possível eliminação de um certame como este.
    Quando eu vou fazer provas de concurso, toda vez sou submetido ao tal de detector de metais e toda vez o aparelho toca, mas é porque eu uso cinto em minhas calças. Se for assim, eu vou ter que ficar sem cinto e as minhas calças ficarem folgadas e cair?….rs. Chega a ser engraçado, mas beira o absurdo.
    Esses fiscais demonstram um despreparo incrível e absurdo.

  3. É porque contratam um monte de analfabetos, sem noção e desconhecedores do edital para fiscalizarem provas e, n’uma horas dessas, acontece isso.
    Sugiro que processe por danos morais e materiais, a banca responsável pelo certame, para que essa, faça uma regressiva contra esses ficais. Simples assim!

Os comentários estão fechados.