Batista Matos repercute aprovação da BNCC sem ideologia de gênero

Vídeo do jornalista João Batista Matos sobre homologação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) sem ideologia de gênero repercute na internet, principalmente nos segmentos evangélico e católico.

A discussão sobre ideologia de gênero na educação foi, nos últimos anos, uma verdadeira guerra entre ativistas do movimento LGBT e cristãos, principalmente nos ambientes político, midiático e religioso.

No vídeo, Batista Matos destaca a decisão do Ministério da Educação e que o resultado é “uma vitória da família cristã brasileira, formada por evangélicos e católicos”. A BNCC é o documento que define os parâmetros que devem ser seguidos por escolas de ensino infantil e fundamental em todo o país.

Homofobia

Questionado pelo Blog do Gilberto Léda se não temia ser apontado ou acusado como fundamentalista ou homofóbico, foi taxativo.

“Claro que não. Sempre os respeitei e fui respeitado. Sabem da minha posição e alguns inclusive são contra esse ativismo gay. Os ativistas que querem enfiar determinados conceitos pela goela da sociedade, como também agredir símbolos da fé cristã, esquecem que eles só possuem o direito de se manifestar ou de ir e vir no Brasil por este ser um país cristão, uma fé que é alicerçada no amor e respeito ao próximo. Eles não teriam esse mesmo espaço em um país mulçumano como Irã ou um ateu, como a Coreia do Norte. O cristão, evangélico ou católico, é contra qualquer crime, entre eles o de homofobia. Mas isso é diferente de aceitar o incentivo ou estimulo a pratica homossexual entre crianças”, declarou.

Ativismo cristão

Batista Matos defende o ativismo cristão em defesa da fé e da família. “O ativismo que defendo não envolve agressão, seja verbal ou física, mas sim o amor, o respeito e a conscientização das pessoas pela declaração da verdade bíblica que Deus fez homem e mulher com o propósito óbvio da reprodução. Tá no DNA humano. Não existe terceiro sexo e os cristãos precisam estar vigilantes e prontos para assumirem uma posição de militantes em defesa da fé e da família”, conclui.


5 pensou em “Batista Matos repercute aprovação da BNCC sem ideologia de gênero

  1. Nada mais lamentável do que a Política, em pleno século XXI, ser conduzida por discussões religiosas de foro íntimo. Nada mais contrário ao cristianismo do que essa militância odiosa contra os direitos fundamentais da população GLBT. Falta o ex-vereador ler Jonh Rawls para entender um pouco que o Estado de Direito não é nem nunca será dele nem de nenhuma religião.

Os comentários estão fechados.