VÍDEO! Homem é atropelado e morre na Avenida Litorânea

Um homem foi atropelado e morreu na madrugada de hoje (28), na Avenida Litorânea.

O acidente ocorreu próximo ao Restaurante Picanha de Ouro.

Nas imagens do sistema de segurança da SSP, o homem aparece no canteiro central da via.

Em dado momento, ele entra na pista, mas olha para o lado contrário de onde vem o fluxo de veículos.

Nesse instante, um Renault Sandero o atinge em alta velocidade.

Inicialmente apontado como turista de Bento Gonçalves, a vítima foi posteriormente identificada como “Seu Carlos”, e era conhecida em rodas de poker de São Luís, onde já morava há algum tempo.

“Um cara abastado”, contou ao blog um dos parceiros de jogo, confirmando também que ele era do sul do país.


11 thoughts on “VÍDEO! Homem é atropelado e morre na Avenida Litorânea

    • O pedestre estava atravessando, indo na direção à direita do sentido do carro. O motorista, achando que ele continuaria a travessia tenta desviar para a esquerda, porém o pedestre se assusta e tenta voltar, indo de encontro com a nova trajetória do carro. É muito comum isso em acidentes de trânsito, seja entre carros ou pedestre/carro.

      • Essa situação do pedestre na dúvida voltar e ser atropelado acontece bastante. Quanto à embriaguez ou não ao volante não dá pra precisar pela postagem, mas é inegável que esse veículo estava sendo conduzido em altíssima velocidade fora da velocidade máxima permitida nessa Avenida, isso pairam dúvidas pelas imagens do vídeo. Seria bom alguém com os recursos eletrônicos que existem hoje, inclusive como fazem em filmagens de jogos de futebol, tentar mensurar a velocidade desse carro quando do fatídico acidente. Gilberto, vê se você consegue e nos informa.

      • Realmente em alta velocidade é muito comum. Matar hoje em dia tá ficando agradável, não é isso?

  1. Como sempre digo: Tem muito assassino no volante transitando nas ruas e avenidas de São Luis. A omissão dos orgãos público tbm contribui para isso acontecer. Outro dia na Praça Deodoro, frente aos guardas da SMTT, o condutor de um veículo estava com duas criancinhas (1 e 3 anos, talvez) sendo levadas no banco da frente e os guardas nada fizeram. O detalhe: Eu avisei para esses guardas e eles foram omissos.

  2. O pedestre também teve culpa, pois desorientado ele atravessa a pista olhando para o lado errado, mas a velocidade do veiculo foi fundamental para o desfecho trágico, se ele estivesse com 60 KM teria dado para evitar o acidente.

  3. Não culpo totalmente o motorista. Vejo isto como uma dupla negligência em uma fatídica noite de chuva. De um lado, um motorista em velocidade acima do normal (possivelmente até alcoolizado), de outro lado, um pedestre desatento (provavelmente também sob efeito de álcool) que atravessa uma avenida olhando para o lado oposto de onde vem os carros. A diferença é que, pelas negligências de cada, o preço que o pedestre pagou foi alto demais. O motorista atropelador foi simplesmente pra casa dormir. Lamentável.

Os comentários estão fechados.