Flávio Dino defendia intervenção no MA em 2014, mas critica a do RJ

O governador Flávio Dino (PCdoB) parece mesmo um poço sem fundo de incoerência. Quando se pensa que atingiu-se o fundo, de lá surge mais um exemplo do “faça o que eu digo, não faça o que eu faço”.

O comunista, agora, opina freneticamente sobre o decreto de intervenção na Segurança Pública do Rio de Janeiro. O ato foi assinado hoje (16) pelo presidente Michel Temer (PMDB).

Logo depois, Dino correu para o Facebook:

“Algumas regras juridicamente esquisitas no Decreto de Intervenção no Rio. Por exemplo, ‘o cargo de interventor é de natureza MILITAR’. E também a ‘revogação’ de normas estaduais. Que Direito Constitucional é esse ??? Não quero me pronunciar sobre a conveniência da Intervenção. Mas como professor de Direito Constitucional e como governador, penso ser fundamental preservar a Federação, tal como regrada na Constituição. O diabo mora nos detalhes…”.

Nem parece o mesmo Flávio Dino que, em 2014, então pré-candidato a governador do Maranhão, defendia tão abertamente uma intervenção federal na Segurança Público do nosso estado.

“Dois casos que permitem intervenção são o comprometimento da ordem pública e o desrespeito aos direitos humanos. Por muito menos, houve intervenção no Espírito Santo”, declarou o comunista naquele, em entrevista ao Brasil 247.

Mas é claro que a todos é dado o direito de achar que a situação de 2014 no Maranhão era mais grave que a de hoje, no Rio de Janeiro. Não é, Flávio Dino?

Outros casos

Um pouco antes, em 2010, Dino também já havia se manifestado sobre assunto parecido. No caso, uma possível intervenção no Distrito Federal.

Foram três tuitadas.

1 – Intervencao federal é o unico caminho para dar estabilidade institucional ao DF. Ministerio Publico e OAB têm razao.

2 – Intervencao federal em um Estado ou no DF nao nega sua autonomia, pelo contrario visa restabelecer as condicoes para seu exercicio

3 – Continua a agonia do DF. Intervencao é a unica solucao verdadeira para alcancar a estabilidade politica.

Esse Flávio Dino…


22 thoughts on “Flávio Dino defendia intervenção no MA em 2014, mas critica a do RJ

  1. Hum… não é querendo bancar o advogado do diabo, mas já fazendo isso, acho que ele não critica a intervenção em si, mas a forma como ela ocorre, do ponto de vista jurídico. É claro que ele não faria essa análise se fosse a favor da intervenção, mas nesse caso, acho que ele não a critica. Até porque a intervenção do Espírito Santo, que ele cita, não ocorreu nos mesmo termos da do Rio de Janeiro.

  2. Este tal de Flavio Dino é mais imbecil e idiota do que se pode imaginar, maldita hora em votei nesta aberração

    • o problema era que em 2014 roseana tinha muita grana em caixa só não aplicava na segurança preferia surrupiar, e o governador pezão esta com o estado falido..

  3. Este tal de Flavio Dino é mais imbecil e idiota do que se pode imaginar, maldita hora em votei nesta aberração, totalmente incoerente em tudo o que fala, como diria Romario, este governador babaca calado é um poeta

  4. É ou não é um oportunista/vigarista de primeira hora? E já já me aparece pau de bosta a dizer que o vigário é um “istadista”.

  5. Jorge Murad já foi contra Roseana, Sarney contra Lula, Lula contra Flávio Dino, hoje estão todos juntos, é a fidelidade da política, mas só lembramos conforme nossa nossa vontade.

  6. NO SEGUNDO TURNO PESSOAS PODEROSAS EM SÃO LUIS VÃO ABANDONAR O FLÁVIO DINO E FICAR COM A ROSEANA, É SÓ AGUARDAR PRA VER, VAI FICAR COM FLÁVIO DINO NO PRIMEIRO TURNO SÓ, PESSOAS QUE O GOVERNADOR AJUDOU A CRESCER E VAI ABANDONAR, NÃO ADIANTA AJUDAR, AJUDE A POPULAÇÃO HUMILDE TEM MAIS VANTAGENS.

  7. Corrigindo erros de políticas desastrosas, começando com o populismo do Brizola e culminando com os larápios Cabral e pezão. O rio nao e o mais violento dos Estados, mas é a vitrine brasileira, diferentemente do Maranhão. Deixemos de mimimi ideológico, que venha a intervenção. Os fluminenses aplaudem!

  8. Incoerência, despreparo, petulância, incongruência, oportunismo, intempestividade, incompetência, desconhecimento, papo-furado, firula, etc., tudo isso pode ser substituído por flávio dino. Governador incompetente, ministro medíocre, juiz limítrofe, deputado federal embusteiro. Ele já mostrou o tanto que sabe do legislativo e do judiciário durante o impeachment de dilmão e do julgamento de luladrão. não esperem saber de intervenção federal. Típico do candidato que se preparou somente para o concurso e não para a vaga. O MA está f*.

    • Concordo com tudo o que vc falou Dinaldo, este tal de Flavio Dino, é apenas um teórico idiota que não tem certeza naquilo em que fala

  9. Gilberto,
    Na verdade, acho que nessa questão ai o Professor de Deus tem razão!
    O que ele tá dizendo é que a União só tem poder pra intervir nos Estados, e os Estados tem o poder pra intervir nos Municipios.
    A intervenção direta da União no Municipio é proibida de acordo com a CF.

  10. É muita incoerência partindo desse blog ou seja secretário fazendo o melhor carnaval é muita competência, outros secretários é abuso da máquina pública, parece que foi ontem Luis Fernando até então pré-candidato a Governador e foi rifado pelo grupo sarneysista usou e abusou da máquina governista à época, mais é muita incoerência da imparcialidade.

  11. Tem outro detalhe que talvez não foi percebido. FD criticou, critica e criticará qualquer coisa que Temer fizer, pois, pela sua lógica de cachorro do PT, e um governo golpista. Porém, contudo, entretanto, fica tomando para si qualquer obra federal (aliás, não faz obra nenhma, só ursupa), vide duplicação da 135, obras na beira mar, PAC ou mesmo projetos federais. O que se pode esperar de um ser como esse?

Os comentários estão fechados.