MDB pede afastamento de procurador eleitoral casado com secretária de Flávio Dino

Juraci Guimarães Júnior é procurador regional eleitoral substituto e casado com Lilian Guimarães, titular da Secretaria de Estado da Gestão e Previdência (Segep) no governo comunista

De O Estado

O Diretório Estadual do MDB no Maranhão protocolou no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) uma representação, com pedido de providências, pelo afastamento do procurador da República Juraci Guimarães Júnior do posto de procurador regional eleitoral substituto.

O partido alega falta de impessoalidade na atuação do representante da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE) no Maranhão por suposta ligação com o governo Flávio Dino (PCdoB), que concorrerá à reeleição neste ano.

Segundo o pedido de providências, a esposa de Juraci Guimarães, Lilian Régia Guimarães, é a atual secretária de Estado da Gestão e Previdência da administração comunista.

Para o MDB, o fato de a esposa do procurador estar no primeiro escalão do governo desde o início da atual gestão “ratifica a relação de proximidade, pelo menos em sentido funcional, existente entre si [Juracio Guimarães] e a pessoa do atual Governador do Estado”.

“Em virtude disso, a imparcialidade do Representado resta absolutamente comprometida, eis que, ainda que sua função seja de Procurador Substituto, a qualquer momento pode assumir a titularidade da função e praticar atos cujas finalidades seriam e a de garantir a normalidade e legitimidade do pleito”, destaca o texto da ação.

A atuação do procurador no rumoroso caso da “Máfia do Contrabando” também é citada na ação. O MDB afirma que Juraci Guimarães agiu com “clara leniência” depois que um policial militar – denunciado como membro da quadrilha de contrabando de bebidas e cigarro desbaratada na zona rural de São Luís – acusou o secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferson Portela, de o haver coagido a apontar os nomes de adversários do governo como integrantes da organização criminosa.

“Em vez de aplicar o já conhecido in dubio pro societate e aprofundar-se no exame dos elementos de informação apresentados pelo policial militar, o Representado convocou a imprensa e declarou publicamente que o PM declarante não possuía qualquer credibilidade e a sua delação era um nada jurídico. Como bem se vê, o não aprofundamento das investigações no tocante a atos ilícitos supostamente praticados pelo Secretário de Segurança do Estado, consubstancia clara violação aos deveres funcionais do Ministério Público, cuja inércia não encontra nenhuma justificativa razoável, podendo dar azo à interpretação de que a inação é tão somente pelo receio de que eventual investigação viesse a trazer à tona fatos que pudessem arranhar a imagem do governo e, consequentemente, comprometer a sua situação no pleito que se avizinha”, completa a representação.

Para o MDB, a manutenção de Juraci Guimarães no cargo de procurador eleitoral substituto do Maranhão “representaria elevada probabilidade de prejuízo para o pleito” de 2018, por ação ou por omissão.

“A manutenção do Representado no cargo que atualmente ocupa representaria elevada probabilidade de prejuízo para o pleito que se avizinha, na medida em que, em caso de atuação concreta, há elevada probabilidade de anulação de todos os atos que porventura venha a praticar”, alegam os emedebistas.

O caso foi distribuído na semana passada ao gabinete do conselheiro Leonardo Accioly das Silva. Procurado pela reportagem, via assessoria de imprensa, o procurador não havia se manifestado até o fechamento desta edição.


15 pensou em “MDB pede afastamento de procurador eleitoral casado com secretária de Flávio Dino

  1. Esse Lupi é um verme. Comparar Weverton Rocha com Neiva Moreira e Dr. Jackson é um escárnio. Imaginem Neiva Moreira e Dr. Jackson furtando dinheiro da Casa do Estudante e do Costa Rodrigues. Meu Deus do céu.

  2. O MDB deveria é proibir os eleitores de votar, o governador seria escolhido pelo presidente, tinha que ser mulher com larga experiência em governança e ter sido no mínimo 4 vezes governadora, acho que assim, a Rosengana teria muita chance de ser eleita.

  3. Mais uma autoridade que lamentavelmente se queima para o resto da vida, por ter “simpatias” e empatias com o governador da mudança. Cruz credo! Quem se encosta em cerca podre cai junto com ela!

  4. Eita que os advogados do MDB (ex-PMDB) estão trabalhando muito por esses dias e, creio que será assim até o fim das eleições deste ano. Espero que a Roseana Sarney e o seu grupo ao menos paguem os honorários desses causídicos para tanto trabalho inútil.

  5. Assim como o juiz deve ser probo, honesto e imparcial, os membros do Ministério Público, inobstante de apenas “opinar”, deveria ter vergonha na cara e declarar-se suspeitos ou impedidos de emitir suas “opiniões” em processos que por vias oblíguas lhes trazem dividendos, no caso concreto, o simples fato da esposa desse Procurador ser auxiliar direto do Governador, por si só já é motivo para ele declarar-se impedido ou suspeito para emissão de suas “opiniões”, ainda bem que há juízes que não seguem as opiniões ministeriais.

  6. Essa Oligarquia Desgraçada tá desesperada…tomara que chegue logo Outubro pra mim , digitar um 65 na cara dessa jogadora de barralho…quero ver o tamanho da surra que essa pilantra vai pegar !!

  7. ISSO É DESESPERO DA QUADRILHA DE CRIMINOSOS DA FAMÍLIA SARNEY, POIS SABE QUE NÃO GANHAM NEM PRA SÍNDICO NO MARANHÃO.

  8. Percebe-se a quantidade de aloprados encarregados de achincalhar os opositores desse governo medíocre!!! Todo mundo tem capacidade de postular o que lhe achar de direito !!! Tão achando ruim, vão pra Cuba ou Venezuela comunistas fajutos!!

  9. Pingback: Pedido de afastamento de procurador é arquivado - Gilberto Léda

Os comentários estão fechados.