Leitor do Blog do Gilberto Léda faz convite a Flávio Dino

Na esteira do debate da TV Mirante (saiba mais), um leitor do Blog do Gilberto Léda fez hoje (3) um pertinente (e bem articulado) convite ao governador Flávio Dino (PCdoB) para um “passeio” pelos principais problemas da gestão comunista no Maranhão.

Começando pela já notória proposta para um banho na Lagoa da Jansen, ele citou, ainda, as UPAs em más condições, os leilões de veículos, o aumento da pobreza.

Vale a pena ler…

Um convite ao Governador

Sem paixão, repetindo para ficar bem claro, sem paixão, indiscutivelmente, se tivéssemos de sintetizar ou resumir numa frase o debate de ontem, a frase, então, que marcou aquele bom combate, não poderia ser outra, a não ser o convite feito por parte do candidato Roberto Rocha ao governador Flávio Dino, a fim de que este tomasse banho com aquele na Lagoa da Jansen no domingo, dia em que se realizarão as eleições gerais.

Esse convite, para quem não assistiu ao debate ou dele não tomou conhecimento até agora, foi motivado porque o governador Flávio Dino teve a coragem, para não dizer extrema ousadia, de dizer que por meio da sua gestão a Lagoa da Jansen foi despoluída e agora está limpíssima, fato que é sabidamente inverídico, pois quem passa a léguas de distância da Lagoa da Jansen ainda sente o seu odor forte e característico da poluição que ali impera.

Basta, para quem ainda duvidar de que a Lagoa permanece poluída, perguntar sobre o assunto a qualquer membro de família que reside nas palafitas que circundam a Lagoa para se chegar a essa inevitável conclusão.

No debate, o governador comunista, enfim, mentiu sobre esse ponto e sobre tantos outros…

Aproveitando a carona do voo tucano iniciado pelo candidato Roberto Rocha, que prometo não ser em avião particular e fretado às custas do povo, que o governador comunista jurou não fazer para aplicar tal verba em saúde pública – registra-se que é lamentável, ainda nos tempos atuais, D. Hilda Barbosa, uma idosa vinda de Pinheiro, dentre tantas outras vítimas, ter falecido mês passado na porta de um hospital público maranhense na fila da hemodiálise – gostaria de convidar o governador Flávio Dino a ir no Pátio da Vip Leilões, empresa contratada por ele, para alojar todos os carros e todas as motos apreendidas pelo seu governo por falta de pagamento de IPVA.

Essa apreensão abusiva e nefasta também representa a apreensão do direito de ir e vir do cidadão maranhense, que injustiçado teve a sua propriedade confiscada pelo autoritarismo do governo que aí está.

Já pensou se o Prefeito do seu Município resolvesse tomar a sua casa por falta de pagamento do IPTU? Na prática, foi isso que Dino fez no seu governo com quem deixou de pagar IPVA.

Também gostaria de convidar o Governador a visitar os hospitais públicos maranhenses, as UPAs, as prisões estaduais, a inspecionar a qualidade do seu asfalto eleitoreiro, a contar o número de obras paradas no seu governo, a usufruir da qualidade dos serviços oferecidos pelo seu governo e a visitar as 300 mil palafitas que foram construídas por aqueles que voltaram a viver na miséria a partir do seu governo.

Convido, por fim, o governador a abandonar o palácio que ele disse que não iria morar, bem como o mundo ilusório criado pela sua propaganda enganosa de 250 milhões de reais, a cair na real, a fim de constatar que sob a sua batuta o Maranhão só fez piorar em todos os sentidos, o que significa dizer que a tal mudança por ele propagada em 2014 não foi para o bem, mas, sim, para o mal.

O Maranhão não merece mais quatro anos de comunismo.

O povo maranhense não tem motivo justo para dar uma nova oportunidade àquele que frustrou por meio de ações desastrosas o sonho da melhoria na qualidade de vida dos seus concidadãos.

O Maranhão merece o melhor! O Maranhão merece mais!
Por isso, convido você, eleitora, eleitor, a dizer NÃO ao 65 nesse domingo!

Flávio Dino não merece o seu voto!


5 pensou em “Leitor do Blog do Gilberto Léda faz convite a Flávio Dino

  1. Só conheço dois tipos de eleitores do Dino: os que ganham algo ($) com ele no governo e os que não conhecem a realidade do governo comunista. Quem conhece a realidade maranhense e não tem o rabinho preso, prefere votar em um jumento (sem ofensa ao animal) do que em Dino. Ao observar as condutas nefastas da gestão observamos inúmeras contradições, mentiras e práticas não republicanas (ditatoriais). Chegamos ao ponto de observamos pessoas corruptas, representades da oligarquia e assaltantes de dinheiro público (nas palavras e discursos dinenses) se tornarem os paladinos da moral e bom costume, exemplos de honestidade e trabalho prestado ao povo (segundo palavras e discursos dinenses), vemos o povo ter o dinheiro da sua saúde assaltado, médicos, enfermeiros terem seus salários atrasados ou com descontos injustificados (talvez o maranhao que o Dino disse que paga os salários em dia não seja o que eu vivo), vemos a polícia militar ser usada como polícia política, dinheiro público sendo usado descaradamente para pagar amantes de secretários, dinheiro público sendo usado para manipular eleições municipais, vemos um governo que se propôs a governar para os pobres, aumentando imposto e cortando benefícios dos miseráveis, enquanto dos grandes empresários (um supermercado conhecido), seu imposto é reduzido a ponto de criar um mega monopólio, vemos hospitais sendo sucateados, fechando leitos enquanto o governador alardeia inauguração de hospitais que foram iniciados em outra gestão e alega ser seu mérito. A saúde maranhense está doente, é tanta sujeira que para escrever aqui, seria necessário não apenas um dia, mas a semana inteira. Tiro, no entanto, o chapéu para o setor de comunicação comunista, que com os milhões de reais públicos conseguiram o milagre de ludibriar milhões de maranhenses e continuam a fazer isso no período eleitoral. Veremos apenas por quanto tempo esse teto de vidro aguenta a chuva de granizo. Meus pêsames ao meu querido maranhão, terra de pensadores, grandes homens trabalhadores, privilegiado com terras ricas, mar farto e enorme potencial econômico. Dias melhores virão.

Os comentários estão fechados.