Roberto Costa também prega “mudança urgente” no comando do MDB

Depois de o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, defender publicamente uma renovação nos quadros do comando do MDB maranhense (reveja), o deputado estadual Roberto Costa endossou a tese do correligionário.

Em entrevista à Rádio Mirante AM, o parlamentar disse que “o partido precisa fazer urgentemente uma mudança no comando partidário”.

“Isso é uma discussão que tem sido a pauta principal no Maranhão. eu tenho defendido a tese de que o resultado das urnas foi um recado ao nosso partido que precisa urgentemente e neste processo eu me incluo, de quadros novos no país e no Maranhão não é diferente. O partido precisa fazer urgentemente uma mudança no comando partidário, no comando político e dar oportunidade a uma nova geração política”, declarou.

E apontou nomes que podem representar essa renovação: Vitor Mendes, João Marcelo, Assis Filho e o próprio prefeito de Imperatriz, Assis Ramos.

“Eu tenho conversado com o senador João Alberto e nós temos bons nomes como Victor Mendes, João Marcelo, Assis Filho e o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos. Eu defendo a renovação, mas também tenho a humildade de reconhecer que o MDB teve um papel fundamental na vida do povo maranhense. A governadora Roseana Sarney tem um papel fundamental no desenvolvimento do Maranhão e eu tenho clareza que ela foi a maior governadora que o estado já teve”, completou.

A ex-governadora Roseana Sarney ainda não se manifestou sobre o assunto.


7 pensou em “Roberto Costa também prega “mudança urgente” no comando do MDB

  1. João Marcelo é muito fraco, Vitor Mendes pra compor um diretório é uma boa opção. O maior nome do MDB no momento chama-se Hildo Rocha.

  2. Engraçado que o nobre deputado fala em renovação e aponta nomes antigos para o comando. Adoro ler essas anedotas.

  3. Renovação com esses abutres e sem votos e sem cacife político que só conseguirão sucesso nas eleições 2018 nos braços da governadora Roseana Sarney com seu cacife político.Simples Assim.

Os comentários estão fechados.