“Peço a Deus que nos ajude”, diz Flávio Dino sobre finanças para 2019

O governador Flávio Dino (PCdoB) parece a bipolaridade em pessoa.

Enquanto pinta um Maranhão de prosperidade, de mais investimentos e mais serviços públicos em vídeo de Natal publicado mais cedo (reveja) – e que provavelmente irá ao ar na TV -, nas redes sociais, o cenário apresentado por ele é outro.

“Infelizmente as finanças públicas em quase todo o Brasil estão destruídas, por força da prolongada e profunda recessão. Peço a Deus que nos ajude para que em 2019 consigamos manter as nossas contas em condições razoáveis. Tem sido difícil, mas temos lutado muito”, disse.

Segundo ele, além dos cortes de despesas promovidos após as eleições, “Deus proverá” para que não faltem recursos.

“Estamos empenhados em cortar despesas, racionalizar procedimentos e em ajustar receitas, para que consigamos atravessar o ano de 2019, que se afigura difícil e conflituoso. Mas sempre temos muita fé. Deus proverá”, completou.


6 thoughts on ““Peço a Deus que nos ajude”, diz Flávio Dino sobre finanças para 2019

  1. Por suas matérias percebo que você nutre um grande mágoa pelo governador e tudo que você diz que vai dá errado ele faz ao contrário seu blog é um mau agouro sai pra lá carniceiro

  2. Flávio Dino ao invocar Deus para lhe ajudar a pagar as despesas do estado, já está tirando carta de seguro pois sabe que ele mesmo com seus gastos exagerados, sem planejamento e incapaz de ouvir alguém sensato, quebraram as finanças do estado.
    Foi o governo mais maléfico para os cofres públicos desde Luis Rocha, vai deixar um legado de destruição e demoraremos décadas para colocar as finança do estado nos eixos como ele recebeu.
    Essa turma de puxa sacos que o defendem, só sentiram o problema quando começar a atrasar a folha.

  3. E é porque nas eleições, FD vivia dizendo que era o melhor governador de acordo com o G1 e que estava tudo bem e bla bla bla… e agora, 2 meses depois vem chorar nas redes sociais… cadê a melhor gestão do Brasil ????

  4. Pingback: Flávio Dino, o bipolar - Gilberto Léda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *