Cândido Mendes: preso suspeito de participar da morte de ex-secretário

A polícia Civil do Maranhão cumpriu hoje (16), em São Luís, mandado de prisão contra Ney Moreira Castro.

Ele é apontado como um dos envolvidos no assassinato do Romerson Robson, então secretário de Saúde de Cândido Mendes –  crime ocorrido no dia 21 de fevereiro de 2014 – e apresentou versões conflitantes em diferentes depoimentos tomados ao longo do inquérito.

Emboscada

Romerson Robson foi vítima de uma emboscada montada por dois homens, quando dirigia pela estrada que liga Cândido Mendes ao povoado de Águas Belas. Ele e o prefeito da cidade, Mazinho Leite (PSB), foram juntos ao povoado, no mesmo carro.

Ney Moreira Castro e a então esposa do secretário, Edna Maria Andrade, também estavam no veículo.

Mazinho ficou no interior do município, junto Edna e Ney. O secretário foi atingido quando retornava, sozinho (relembre).


3 pensou em “Cândido Mendes: preso suspeito de participar da morte de ex-secretário

  1. Voltava sozinho? A versão dada não foi que a esposa e o tal Ney estavam no carro com ele? Seria bom checar as informações para não divulgar versões controversas.

  2. Pingback: Cândido Mendes: assessora jurídica é presa acusada de homicídio - Gilberto Léda

Os comentários estão fechados.