A precoce depredação do recém-reformado Complexo Deodoro

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), compartilhou hoje (6) uma imagem que é de deixar revoltado qualquer cidadão de bem da nossa cidade.

Recém-reformado, o Complexo Deodoro já precisou de intervenção do Poder Público.

E não foi por erro de projeto, ou coisa que o valha…

A Prefeitura precisou agir para minimizar os efeitos da depredação causada por pichadores, que já deixaram marcas em bancos da nova praça.

“Lamentável! É preciso que todos saibam que a cada banco, escultura ou qualquer outro patrimônio público depredado, a cidade toda é agredida. A limpeza do espaço já foi realizada, mas peço a colaboração de todos para cuidar do que é nosso e denunciar esse tipo de ação criminosa”, declarou o prefeito.

Uma vergonha esse tipo de comportamento.


7 thoughts on “A precoce depredação do recém-reformado Complexo Deodoro

  1. Há séculos atrás, joão castelo era prefeito de SLZ e fez uma urbanização na rua grande sem precisar do IPHAN. Cada transversal tinha bancos, jardins, luminárias, etc. Tiraram o asfalto da rua e colocaram paralelepípedos e outras coisas mais que deixaram a via bem agradável. Não durou um mês, quebraram tudo. Pelo jeito, a ilha continua a mesma coisa, melhor dizendo, piorou muito.

  2. Agora que realizou a limpeza do banco da praça que tal repavimentar toda a cidade?! Qualquer lugar que se trafega em São Luís, seja em bairros nobres ou humildes, as ruas e avenidas formam um “conjunto arquitetônico” de buracos de toda ordem e tamanho.
    Nem cabe mais a insólita defesa de que estamos em período chuvoso, é que os buracos crescem e surgem a cada dia, sem escolher qualquer período do ano ou estação. Durante todo o primeiro mandato e agora, durante o segundo, a cidade se tornou um terrível e vergonhoso amontoado de catreras. Desculpa não mais. Comece a agir prefeito!

  3. Triste essa situação, Gilberto!! Eu tenho dito há muito tempo que a demonização da política é indicativo de uma grave patologia de que padece grande parte da sociedade. O problema está em cada um de nós, pois está claro que a sociedade está doente e não compreende seu papel na conjuntura estatal. Quisera eu que o problema fosse o agente político, pois bastava substituí-lo. Infelizmente, está na base da apodrecida sociedade que não consegue enxergar além do óbvio. Estamos cercados por zumbis que depredam, pixam, quebram, furam filas, usurpam vagas especiais… e depois, para se sentirem melhor, criticam os políticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *