DEM vai ficando de lado na reforma de Flávio Dino

As mudanças que se desenham na reforma administrativa do governador Flávio Dino (PCdoB) evidenciam um fato: o DEM perdeu espaços nesse segundo mandato.

Nas contas do comunista, o partido já conta com duas secretarias: Educação, com Felipe Camarão; e Esportes, com Rogério Cafeteria.

Os dois secretários, no entanto, são na verdade da cota pessoal do governador.

E, agora, a decisão de entregar a Sedes ao PDT (saiba mais) diminui ainda mais os espaços dos democratas na gestão.

Resta saber como reagirão seus líderes.


3 pensou em “DEM vai ficando de lado na reforma de Flávio Dino

  1. EM ALGUM MOMENTO IMAGINEI QUE O DEM TERIA UM POUCO DE INFLUÊNCIA NO GOVERNO ESTADUAL. NO CASO INDICAR O POSSÍVEL SECRETÁRIO DA SEDES ATE POR FAZER PARTE DA BASE DO GOVERNO E POR TER JUSCELINO ESTA BEM ARTICULADO NO CENÁRIO NACIONAL, MAS VI QUE ELE Ñ TERÁ “INFLUÊNCIA ” NENHUMA NO GOVERNO ESTADUAL MESMO SENDO DA BASE DO GOVERNO.

    ENFIM, FLÁVIO MADATANDO O DEM NA UNHA E QUE DA PARA NOTAR É QUE EVANGELISTA ARMOU MESMO A CAMA PARA O PDT DEITAR!

    KKKKKKKK

  2. No dia em que fizerem uma auditoria na Secretaria de Educação isso tudo muda.
    Corre a “língua solta” que o Williamdickson Azevedo e a namorada Atayane, Secretário Adjunto de Planejamento da Seduc e Supervisora de Planejamento e Orçamento, […], foi afastado e está curtindo uma v[…].
    Acham que é calúnia???
    Basta mandar o MP conferir.

Os comentários estão fechados.