Cândido Mendes: assessora jurídica é presa acusada de homicídio

A Polícia Civil do Maranhão efetuou hoje (26) a prisão de Edna Maria Cunha de Andrade, assessora jurídica da Prefeitura de Cândido Mendes.

Ela é suspeita de ser a mandante do assassinato de Romerson Robson, ex-secretário municipal de Saúde de Cândido Mendes e seu marido à época do crime. Edna Maria Cunha de Andrade será ouvida pelo Ministério Público.

A decisão pela prisão temporária é do desembargador José Luís Almeida.

Romerson Robson foi assassinado a tiros, na manhã do dia 21 de fevereiro de 2014, na estrada que liga a sede do município de Cândido Mendes ao povoado Águas Belas.

Em janeiro deste ano, Ney Moreira Costa, apontado nas investigações como o executor do crime, foi preso temporariamente. Sua prisão foi prorrogada (saiba mais).

As investigações sobre o crime foram deflagradas pelo Núcleo de Investigação do Ministério Público do Maranhão, com a participação do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e da Polícia Civil.


2 pensou em “Cândido Mendes: assessora jurídica é presa acusada de homicídio

  1. Se o Ney ficou no povoado com o prefeito e essa Edna, como ele pode ter emboscado o secretário no retorno dele? Não tem alguma confusão aí?

Os comentários estão fechados.