Garcês critica colega que alegou cansaço para não ir a ato pró-Bolsonaro

O médico Allan Garcês, atual diretor executivo do Departamento de Articulação Interfederativa do Ministério da Saúde, compartilhou mais cedo com seus seguidores uma crítica que fez, supostamente a um outro médico, que alegou cansaço para não participar do ato de hoje (26) em favor do presidente Jair Bolsonaro (PSL) em São Luís.

O líder de direita publicou um print de uma conversa na qual seu interlocutor diz que não iria à manifestação por haver acabado de chegar de um plantão.

“Não temos o direito de descansar”, declarou Garcês.

Apoiadores do presidente contabilizaram algo em torno de 1,5 mil a 2 mil presentes na Avenida Litorânea. Ao Blog do Gilberto Léda, policiais militares que atuaram na segurança do evento estimaram o público em pouco mais de 1 mil.


3 pensou em “Garcês critica colega que alegou cansaço para não ir a ato pró-Bolsonaro

  1. Cara, POR MIM ninguém levou facada, levo facadas sim, diariamente quando compro Gasolina ou outros produtos que, não sei porque motivo, foram majorados nestes últimos 4 meses de maneira absurda. Garcez é mais um dos inúmeros oportunistas que “emprestam” prestigio à Bolsonaro. Na verdade, vendo as manifestações em Brasilia , São Paulo, e até mesmo no Rio de Janeiro, tenho a impressão que a turma deu um tiro no pé .

    • Seu babaca, a culpa da gasolina cara, é porque teu dinóquio sorvetao não para de aumentar impostos sobre produtos. BOLSONARO quer acabar com isso mas vcs petralhas querem é bolsa miséria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *