O que teme Clayton Noleto?

É sintomática a postura da base governista na Assembleia Legislativa no caso da blindagem ao secretário de Estado da Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto.

Na manhã de ontem (28), os aliados do Palácio dos Leões rejeitaram requerimento de autoria do deputado César Pires (PV) solicitando a convocação do titular da Sinfra para prestar esclarecimentos sobre a situação de rodovias estaduais maranhenses.

Os líderes da bancada dinista tergiversaram o quanto puderam para tentar justificar a proteção ao secretário.

Mas isso acaba levantando suspeitas.

Se está tudo em ordem lá pelas bandas da Sinfra, qual o problemas de o secretário comparecer à AL para apresentar seus resultados?

Se está tudo em ordem, seria apenas um “passeio” de Noleto.

Mas se não permitem que ele participe, sequer, de uma audiência pública – junto com o Dnit, como chegou a ser proposto – é óbvio que já se imagina a tentativa de esconder algo.

O que temeria Calyton Noleto?


2 pensou em “O que teme Clayton Noleto?

  1. O que o rábula em Engenharia Rodoviária da Sinfra precisava era ser mais corajoso e esclarecer a todos com franqueza de detalhes que as obras do Mais Asfalto não foram bem planejadas como manda a boa técnica. Que os projetos eram deficientes e imprecisos e as licitações foram malfeitas, todas realizadas com […] do Governo Flávio Dino. E que a maioria dos serviços não foram realizados e fiscalizados a contento em face do calendário eleitoral de 2018 e da interveniência de agentes políticos aliados. Em que pese a COBRAPE, empresa de gerenciamento contratada pelo BNDES pra supervisionar a fiscalização das obras e que deu aval praticamente a todos os pagamentos, ter feito supervisão e inspeção em algumas obras.

    Em vista disso, deve-se ouvir também a COBRAPE e todos os envolvidos nessas supostas improbidades administrativas que ao que tudo indica lesionaram o erário. Seria oportuno, portanto, convocar na ALEMA a empresa COBRAPE para prestar os esclarecimentos necessários, essa sabe muito.

  2. Caro Gilberto não é questão de temor, o problema aí é uma mistura explosiva de incompetência, era vendedor de planos de saúde, com mausfeitos. Veja como se encontra a situação das estradas no estado. Só isso.

Os comentários estão fechados.