Site vaza conversas de Moro e Dallagnol e põe Lava Jato em xeque

The Intercept

(Foto: Edilson Dantas)

Intercept Brasil publicou hoje três reportagens explosivas mostrando discussões internas e atitudes altamente controversas, politizadas e legalmente duvidosas da força-tarefa da Lava Jato, coordenada pelo procurador renomado Deltan Dallagnol, em colaboração com o atual ministro da Justiça, Sergio Moro, celebrado a nível mundial.

Produzidas a partir de arquivos enormes e inéditos – incluindo mensagens privadas, gravações em áudio, vídeos, fotos, documentos judiciais e outros itens – enviados por uma fonte anônima, as três reportagens revelam comportamentos antiéticos e transgressões que o Brasil e o mundo têm o direito de conhecer.

O material publicado hoje no Brasil também foi resumido em duas reportagens em inglês publicadas no Intercept, bem como essa nota dos editores do The Intercept e do The Intercept Brasil.

Esse é apenas o começo do que pretendemos tornar uma investigação jornalística contínua das ações de Moro, do procurador Deltan Dallagnol e da força-tarefa da Lava Jato – além da conduta de inúmeros indivíduos que ainda detêm um enorme poder político e econômico dentro e fora do Brasil.

A importância dessas revelações se explica pelas consequências incomparáveis das ações da Lava Jato em todos esses anos de investigação. Esse escândalo generalizado envolve diversos oligarcas, lideranças políticas, os últimos presidentes e até mesmo líderes internacionais acusados de corrupção.

O mais relevante: a Lava Jato foi a saga investigativa que levou à prisão o ex-presidente Lula no último ano. Uma vez sentenciado por Sergio Moro, sua condenação foi rapidamente confirmada em segunda instância, o tornando inelegível no momento em que todas as pesquisas mostravam que Lula – que terminou o segundo mandato, em 2010, com 87% de aprovação – liderava a corrida eleitoral de 2018. Sua exclusão da eleição, baseada na decisão de Moro, foi uma peça-chave para abrir um caminho para a vitória de Bolsonaro. A importância dessa reportagem aumentou ainda mais depois da nomeação de Moro ao ministério da Justiça.

Moro e os procuradores da Lava Jato são figuras altamente controversas aqui e no mundo – tidos por muitos como heróis anticorrupção e acusados por tantos outros de ser ideólogos clandestinos de direita, disfarçados como homens da lei apolíticos. Seus críticos têm insistido que eles exploraram e abusaram de seus poderes na justiça com o objetivo político de evitar que Lula retornasse à presidência e destruir o PT. Moro e os procuradores têm negado, com a mesma veemência, qualquer aliança ou propósito político, dizendo que estão apenas tentando livrar o Brasil da corrupção.

_________________

Acesse aqui a reação da Lava Jato à série de vazamentos.


4 pensou em “Site vaza conversas de Moro e Dallagnol e põe Lava Jato em xeque

  1. Não vi nada mais que não fosse republicano, aliás, esse é o papel das autoridades- tirar do poder bandidos e coloca-los no xadrez , foi o que eles fizeram. Tão de parabéns!

  2. Os bandidos agora querem prender o xerife! Isso é o Brasil! Definitivamente este país não é para amadores. Quer dizer que tudo o que foi desviado, descoberto, desmantelado, não aconteceu? Virão agora com nulidades, anulabilidades e trocentos institutos jurídicos… E então um grande perdão jurídico. Tudo zerado, todos soltos, tudo em paz. Agora sim, feito JUSTIÇA. Então, mais uma vez, o povo assistindo bestializado sem entender nada, ficará a presenciar mais um circo Brasil. Viva!!! Só é válido quando o crime compensa. É tempo de São João!! Vamos dançar quadrilha?
    “Em toda festa de São João
    Tem fogueira, tem balão
    No “arraiá” muito quentão
    E a sanfona não pára, não
    Quando a quadrilha começar
    Eu não vou mais querer parar
    Você vai ser o meu par
    A noite inteira até o sol raiar
    E é aí que o milho vira pamonha
    E o velho perde a vergonha
    A espiga vai assar
    É aí que a madeira vira fogueira
    E até moça solteira,
    Não…”

Os comentários estão fechados.