Flávio Dino comenta saída de Santos Cruz: ‘parecia homem sério’

O governador Flávio Dino (PCdoB) usou as redes sociais para comentar, na manhã desta sexta-feira, 14, a saída do general Carlos Alberto dos Santos Cruz da Secretaria de Governo da Presidência da República.

A exoneração foi efetivada na quinta-feira, 13, pelo pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Segundo Dino, Santos Cruz “parecia ser um homem sério e dedicado ao serviço público”. “Talvez por isso o tal Olavo de Carvalho, suposto guru, o odiasse tanto”, completou.

Desde que chegou ao Planalto, em janeiro, o ministro se envolveu em seguidas crises com os filhos do presidente, além de um embate com o escritor Olavo de Carvalho, guru de Bolsonaro. A comunicação de governo era um dos pontos de embate.

Um integrante do Palácio do Planalto usou a expressão ‘freio de arrumação’ para explicar a demissão.

Fator Chiquinho Escórcio

Segundo a colunista Denise Rothenburg, do Correio Braziliense, Santos Cruz também teve um embate com o grupo politico mais afeito ao ex-presidente José Sarney, quando chamou o ex-senador Francisco Escórcio apenas para demiti-lo.

“Chiquinho, como é conhecido, funcionava no governo do ex-presidente Michel Temer como uma espécie de ‘posto avançado’ do Executivo no Legislativo, dedicado a sentir a temperatura do Congresso em relação aos projetos do Planalto, de forma a antecipar possíveis problemas que possam afetar o diálogo entre os Poderes. Até aqui, não há um assessor da Secretaria de Governo que faça esse papel”, diz a jornalista em seu blog.


2 pensou em “Flávio Dino comenta saída de Santos Cruz: ‘parecia homem sério’

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *