Glenn Greenwald reclama de petição por sua deportação do Brasil

O jornalista Glenn Greenwald, fundador do The Iintercept – site que tem vazado conversas comprometedoras do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, com integrantes da força-tarefa da Lava Jato de Curitiba -, reclamou ontem (14), em sua conta no Twitter, de uma petição online criada para exigir sua deportação do Brasil.

Até a publicação pelo americano, o abaixo-assinado já contava com quase 90 mil votos.

“Eu moro no Brasil desde 2005. Sou casado 14 anos com um brasileiro e adotamos 2 crianças brasileiras (11.000 crianças brasileiras sem pais permanecem em abrigos). Criamos uma ONG aqui para pessoas na situação na rua e animais abandonados Eu investi minha vida no futuro do Brasil”, disse.

E completou: “Democracias não ‘deportam’ jornalistas para fazer jornalismo (sic)”.


9 pensou em “Glenn Greenwald reclama de petição por sua deportação do Brasil

  1. Anotem: ele não vai ser deportado. Pelo trotar das mulas do PSOL PCdoB e PT, ele termina sendo é IMPORTADO para dentro de uma cela…. Como dizia o velho Vina (Vinícius de Moraes): …. nada como o tempo para passar….

  2. Tanto o hacker como ele cometeram crime por invadir e divulgar conversas privadas. Na ânsia de livrar luladrao da cadeia cometeram um delito gravíssimo e, por ter divulgado em mídia, e mais do que co-autor. Se fosse nos EUA, o próprio governo já teria providenciado sua expulsão. Isso não é jornalismo nem aqui e nem na Venezuela.

  3. Futuro presidente do Brasil. Flávio Dino não tem força, tem dezenas de escândalos que o inviabilizam pra um projeto Nacional. O Glenn tem todas as condições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *