‘Cobrarei resposta do governo’, diz Adriano após falta d’água em São Luís

O deputado estadual Adriano Sarney (PV) anunciou hoje (16) que cobrará formalmente do Governo do Estado explicações sobre a falta d’água que atingiu São Luís de quarta-feira (12) até este domingo.

A suspensão do fornecimento ocorreu após um rompimento na tubulação da adutora do Sistema Italuís na altura do km 56 da BR 135.

“Falta de água em São Luís! Cobrarei resposta do governo do estado. O que ocorreu? Como anda a nova Italuís deixada pelo governo retrasado? Como a população que sofreu com o problema será recompensada? Amanhã mais novidades. Bom domingo!”, manifestou-se.

Sobre eventual ressarcimento, pela Caema, a quem eventualmente pagou por carro pipa nesse período, o deputado Duarte Jr. (PCdoB) destacou que esse é um direito do consumidor.

“Os serviços de água e esgoto são essenciais, logo devem ser contínuos e eficientes. Deste modo, os consumidores atingidos têm direito ao abastecimento por meio de carro pipa. Caso a concessionária não garanta esse procedimento, o consumidor que pagou por esse meio alternativo tem direito de ser ressarcido. Nesse caso, é preciso exigir a nota fiscal da empresa que forneceu a água para requerer o abatimento proporcional na conta ou reembolso do valor conforme o art. 22 da Lei nº 8078/90”, afirmou.

Segundo a Caema, desde a madrugada de ontem (15) o problema foi resolvido. Mas, até a tarde de hoje, ainda havia muita gente sem água nas torneiras porque o restabelecimento é gradativo.


6 pensou em “‘Cobrarei resposta do governo’, diz Adriano após falta d’água em São Luís

  1. Aqui no Sítio Leal, a torneira quando aberta, nem chiado se ouve. Esse governo só tem olhos pros problemas do governo federal. Flávio Dino, com esses secretários atrapalhados dele, não é capaz nem de mandarem veicular uma nota que pelo menos, tranquilize a população.
    Essa Caema, há muito tempo que vem sendo um peso a população de São Luís: abre buracos por todos os lados, cobra valores absurdos dos usuários, deixa inadimplentes usarem água a vontade, e pra piorar mantém em seus quadros engenheiros que já são aposentados, pagando a estes salários altíssimos.
    Uma empresa que tem uma arrecadação de mais de 30 milhões, e não passa de um cabide de empregos a apadrinhados políticos, já deveria ter sido há muito tempo privatizada, talvez uma empresa, daria uma sobrevida a essa coisa.
    Enquanto isso, o governador segue em redes sociais, comprando brigas com os seus inimigos políticos-ideológicos, deixando, a população de São Luís, com latas na cabeça, a procura de água…

  2. Eles vão dizer que a falência do (des)governo do Paquiderme, já no quinto ano de decadência, é a “oligarquia”… Ô corja de incompetentes!!!

  3. É isso aí Deputado. Não dê folga a esse comunista. O governo que não tem preocupação com a população não dá um posição do acontecido e nem quando normaliza.

  4. Acho que nem Roseana, do alto de toda sua incompetência deixou a população sem água por tanto tempo continuamente.
    Não faz muito tempo esse mesmo governo deixou-nos sem água por vários dias seguidos quando da ativação da nova adutora.
    Como esperar que um governo que não consegue fornecedor água pra capital do estado possa prover saúde, segurança, educação, etc.?
    Acho que o comunista deveria se preocupar um pouco menos com Bolsonaro e cuidar mais dos problemas do estado. E se ele já está de olho na próxima corrida presidencial, deveria deixar o governo do estado e se preparar para isso. Já basta o abandono do nosso ‘prefake’.
    Então, amigos maranhenses, lembrem se desses abandonos quando pensarem em reeleger um político.

  5. Vou te dizer esse governo é só migué. Cadê a nova adutora? Porque ainda está tendo rompimento? Muita molecagem isso. O Duarte deveria dizer para o Procon ir lá multar a Caema. Teria coragem ele de fazer isso?

    • A nova adutora substituiu o trecho de Campo de Periz, que era o trecho mais problemático. Entretanto, o sistema novo foi conectado ao sistema antigo que ainda cobre um longo trecho. Obviamente esses rompimentos ainda serão frequentes, haja vista que parte da tubulação antiga ainda está em pleno funcionamento. Desde que a nova adutora começou a funcionar já contabilizei, pelo menos, três rompimentos.
      Ou seja, a promessa de que São Luís passaria pelo menos 30 anos sem interrupção no fornecimento de água por problemas na adutora era só promessa de político. Ou como eu prefiro chamar: mentira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *