‘A sensatez venceu’, diz Eliziane sobre derrubada de decreto pró-armas

(Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

A senadora Eliziane Gama (Cidadania), comemorou, nas redes sociais, a aprovação do projeto de decreto legislativo que torna sem efeito o decreto do presidente Jair Bolsonaro (PSL) que facilitava o porte de armas no Brasil.

Além dela, o senador maranhense Weverton Rocha (PDT) também votou contra o decreto presidencial. Roberto Rocha (PSDB) votou a favor da medida.

“A sensatez venceu e o decreto das armas foi derrotado pelo Senado. O Congresso deu o seu recado ao presidente. A função do governo é conter a violência, apaziguar o país e não estimular o ódio. A Segurança pública é dever do estado”, postou.


5 pensou em “‘A sensatez venceu’, diz Eliziane sobre derrubada de decreto pró-armas

  1. É mais na casa dela é cheio de segurança armados mais é assim ,esses políticos que são contra o Bolsonaro também são contra a população …próximas eleições vamos nos lembrar deles ok…

  2. Tenho certeza que os seguranças do condomínio onde a senadora mora estão armados nesse momento.
    Vamos fazer uma campanha para desarmar os seguranças do condomínio da senadora também. Afinal de contas: “A Segurança pública é dever do estado”.

  3. Eliziane Gama de cristã a comunista é uma mudança radical, por ela nem os policiais andariam armados, queria perguntar a ela se o carro dela é blindado ou se possui seguranças particulares pagos com erário?

  4. Quando assaltaram o CAPITASNO ( cruzamento de Capitão com ASNO ) EM 1999, ELE ENTREGOU A MOTOCICLETA EM QUE ESTAVA, entregou pertences outros e a PISTOLA GLOCK 9 mm que portava. ( dizem que deu até o “redondo” ). Perguntado porque NÃO REAGIU AO ASSALTO, o mentecapto foi enfatico: Se TENTASSE reagir seria morto pois o ladrão chegou de surpresa Aqui com meus botões fico pensando que, se ele tivesse REAGIDO, HOJE não teríamos um imbecis na presidência da República. Ah sim, quem tiver dúvidas sobre o assalto, consulte o Google.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *