Mesmo com São João, SLZ fica fora de destinos mais procurados em junho e julho

Pesquisa inédita realizada pelo Ministério do Turismo revela os 10 destinos mais procurados em viagens nacionais nos meses de junho e julho deste ano. A sondagem foi realizada com 2 mil agências de viagens do país. Além disso, o estudo traz a perspectiva das empresas em relação ao desempenho, faturamento, demanda de serviços e geração de empregos de maio a outubro de 2019.

Fortaleza (CE), Maceió (AL), Natal (RN), Gramado (RS), Rio de Janeiro (RJ), Porto Seguro (BA), Ipojuca (PE), São Paulo (SP), Salvador (BA) e Campos do Jordão (SP) estão nas 10 primeiras posições, respectivamente, entre as cidades que foram mais procuradas pelos turistas nacionais para as férias de junho e julho. CONFIRA A PESQUISA NA ÍNTEGRA

Na composição do público, os casais com filhos correspondem ao maior número (37%) dos viajantes que utilizam agências de viagens, seguidos dos casais, com 22%, e viagens em família, com 21%. Sol e praia (49%) é o principal destino demandado pelos turistas. Destinos culturais e com títulos de patrimônio histórico ficam com o segundo lugar (16%), enquanto viagens a trabalho (10%) e por ecoturismo (9%) ocupam a terceira e quarta posições.

Na perspectiva para os próximos seis meses, 17,8% das agências de viagens consultadas indicaram a possibilidade de contratação de novos funcionários. Ao serem questionadas quanto à demanda pelos serviços ofertados até outubro deste ano, cerca de 61% das empresas indicaram perspectiva de aumento na oferta de serviços. No faturamento, também cerca de 61% das agências percebem um cenário de crescimento.

A percepção é mais otimista que nos três primeiros meses do ano, quando as agências registraram perspectiva de 7% no crescimento do número de empregados, 36% de aumento na demanda de serviços ofertados, e 30% no faturamento.

Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a sondagem configura um excelente balizador das políticas públicas que vem sendo desenvolvidas nestes cinco meses de gestão. “Precisamos monitorar o comportamento do setor turístico brasileiro e ver se as ações chegam na ponta. Os resultados demonstram uma perspectiva otimista para os meses seguintes e fundamental aos próximos passos. Sinal de que estamos no caminho certo. O aumento da geração de empregos é realidade comprovada com esta pesquisa. O turismo no centro da agenda econômica proporciona isso”, ressalta.


1 pensou em “Mesmo com São João, SLZ fica fora de destinos mais procurados em junho e julho

  1. Ufanismo do governo e uma praga iludindo como o MA fosse um destino impar. SLZ e ruim para quem mora nela e não poderia ser um atrativo para o turista. Cidade está feia, não tem nada o oferecer, abandonada, sem atrativos, sem importância nenhuma e em dois dias se conhece tudo, vai embora e nunca mais volta. Não tem comparação com esses 10 destinos da pesquisa. Falta muito, mais muito mesmo para chegar aos pés de alagoas, por exemplo. Ninguém vai viajar para ver mosaico de bandeirinhas e tambor de crioula (coisa feia e pobre).

  2. São Luís está morta e só vocês não notaram. O pdt matou a cidade é agora o pc do b está matando o Maranhão. Quem vai deixar de ir para jericoacoara onde tem agito e pegacao para ir em barreirinhas onde só tem areia e exploração. O que a ilha tem para mostrar, para o turista voltar novamente? Nada. A comida é gostosa, mas isso não basta. Estamos anos-luz atrasados em relação aos destinos listados, e até covardia. São João e legal, diversificado, mas ainda falta muita coisa para oferecer para o turista que vai com a família ou aquele que quer azaracao. Nem as prostis daqui atraem ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *