Roberto Rocha e Astro de Ogum foram investigados a mando de Portela, disse Ney Anderson

Delegado Ney Anderson citou graves acusações contra o titular da SSP/MA

O senador da República, Roberto Rocha, e o ex-presidente da Câmara de São Luís e atual vereador, Astro de Ogum, foram dois dos políticos citados durante depoimento dos delegados Tiago Bardal e Ney Anderson à Comissão de Segurança Pública e Crime Organizado da Câmara dos Deputados. Os dois teriam sido incluídos em investigações a mando do secretário titular da Segurança Pública, Jefferson Portela, mediante interesses políticos.

Rocha, inclusive, foi informado do acréscimo de seu telefone na apuração da SSP durante a audiência, conduzida pelo autor do requerimento, Aluisio Mendes (Pode). “Este caso precisa ser apurado com a máxima urgência no Senado [Federal”, defendeu o senador tucano.

O delegado Ney Anderson disse que Portela adotou chantagem política  “Ele [Portela] andou fazer a interceptação telefônica do vereador, um político de expressão no estado. Mas não havia nada contra o vereador e seu filho. Eles não haviam cometido crime algum. Foi ilegal”, disse.

Ney Anderson também citou manobra da SSP para evitar investigação contra a prefeita de Raposa, Talita Laci (PCdoB).


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *