Justiça barra ação de comunista contra jornalista que revelou aluguel camarada

Jean Carlos em ato de campanha do PCdoB no imóvel dele, depois alugado ao Estado

O juiz Alessandro Bandeira Figueiredo, titular do 2º Juizado Especial Cível, julgou improcedente, nesta semana, ação ajuizada por Jean Carlos Oliveira contra o jornalista Daniel Matos, de O Estado, com o intuito de obter indenização por causa da série de matérias em que foi denunciado o escândalo que ficou conhecido como “aluguel camarada”.

O caso, foi revelado por Matos em janeiro de 2017 e depois repercutido estadual e nacionalmente.

Filiado ao PCdoB do governador Flávio Dino, Jean Carlos é o dono do imóvel situado na Aurora, alugado pelo Estado por R$ 12 mil mensais para ser transformado em unidade de ressocialização da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac), rejeitada pela comunidade por representar ameaça à segurança pública.

Em sua decisão, o magistrado destacou que não há “qualquer elemento de prova de excesso cometido pelo demandado, não se vislumbrando, no caso, ofensa pessoal dirigida ao promovente, nem divulgação de notícias criadas pelo réu”. Convicto de que não houve ilegalidade na divulgação dos fatos, o magistrado concluiu: “Temos que a presente demanda não merece prosperar”.

Leia mais aqui.


2 pensou em “Justiça barra ação de comunista contra jornalista que revelou aluguel camarada

  1. Vocês blogueiros e jornalistas que não coadunam com os desmandos do Governo Flávio Dino deveriam era mostrar num post a relação completa, sem constrangimentos, de todos os profissionais da pena do Maranhão que estão sendo perseguidos pelos comunista, processo por processo, explicitando quem já está executado. E quem até hoje está escapando incólume de ser processado, pois sabemos que quase todos vocês estão sendo importunados indevidamente por essa gente!!

Os comentários estão fechados.