PSOL exige coerência de Flávio Dino (e outras notas)

Pediu demais
O PSOL emitiu ontem (13) uma nota exigindo do governador Flávio Dino (PCdoB) coerência no trato da questão do Cajueiro. O partido destaca no comunicado que moradores da área foram “violentamente reprimidos pela Polícia Militar do Maranhão” e lembrou que, em âmbito nacional, a postura do comunista maranhense é outra. “O PSOL exige do governador Flávio Dino (PCdoB), que tem sido parceiro na luta contra o governo Bolsonaro, que seja consequente com a postura que defende nacionalmente e tenha uma posição em defesa da comunidade centenária do Cajueiro e de sua população, descendente de índios e quilombolas, que vive sobretudo da pesca e da agricultura familiar”, diz nota.

Couro comeu

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD) levou a tribuna da Câmara o caso da truculência do governo Flávio Dino (PCdoB) contra moradores do Cajueiro que protestavam em frente ao Palácio dos Leões, na noite de segunda-feira (12). “Esses moradores tiveram a audácia de ir para  aporta do Palácio dos Leões pedir clemência ao governador, pedir ajuda ao governador. E ali ficaram, de forma pacífica, sem gritaria. E qual foi a ordem do governador? Quando se sentiu incomodado com a presença dos sem-teto, o couro comeu, a bordoada comeu com esses que pediam clemência”, destacou.

Aparato
Por falar em repressão, um fato chamou a atenção de observadores mais atentos da cena política local. Na ação em que tenta censurar o Coronel Monteiro (PSL) por suposta disseminação de fake news existe um documento produzido pelo próprio governo com detalhes de um certo “Monitoramento” das redes sociais dele. Em última análise, trata-se de uso do aparato estatal – e de dinheiro público, portanto – para perseguir adversários políticos via ações judiciais sem sentido que, no fim das contas, podem gerar ainda mais prejuízos ao Estado. O caso é grave!

Ótima ideia

Líder do PTB na Câmara, o deputado Pedro Lucas apresentou projeto de lei para instituir a modalidade de pré-pagamento do consumo de energia elétrica. Um dos principais objetivos para a elaboração da proposta é permitir que o consumidor tenha direito a planejar seu gasto com energia elétrica e não ser surpreendido ao aumento constante da conta de luz. O parlamentar justifica que seu PL, ao instituir o pré-pagamento, contribuirá para um melhor planejamento financeiro de gastos dos brasileiros porque haveria um prognóstico de quanto iria gastar, ou melhor, de quanto gostaria de gastar com a conta de luz.

Birra
A bancada do Maranhão em Brasília precisa estar atenta e agir unida em relação ao Acordo de Salvaguardas Tecnológicas (AST), assinado entre Brasil e EUA, para uso da base de Alcântara para lançamentos de satélites americanos. Na noite de ontem (13), por pura birra – em virtude da indicação de Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, ao cargo de embaixador do Brasil em Washington (EUA) – a oposição adiou a apreciação da matéria na Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara.

Maioria a favor

Sete dos nove deputados maranhenses presentes ontem (13) no plenário da Câmara votaram a favor da MP da Liberdade Econômica.

Mais um

Mais um assalto a posto de combustível registrado em São Luís. Na noite de segunda-feira (12) o alvo foi o posto Cocoma.

E as férias?
Servidores da Emserh denunciam que quem saiu de férias neste mês não recebeu o pagamento devido. Motivo? “Alegam choque de folhas entre servidores e requisitados”, denuncia uma trabalhadora.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *