Lula concede nova entrevista: ‘Quero minha inocência’

Vio Mundo

O ex-presidente Lula deu entrevista ao jornalista Bob Fernandes, da TV Educativa da Bahia, a primeira desde que o STF barrou sua transferência para Tremembé, em São Paulo, que havia sido autorizada pela juíza Carolina Lebbos.

A entrevista foi ao ar em mais um dia conturbado da política brasileira, em que o presidente Jair Bolsonaro confirmou ter censurado dois filmes com temas LGBT que já haviam sido aprovados pela Agência Nacional do Cinema (Ancine) e tentou colocar um aliado na superintendência da Polícia Federal do Rio de Janeiro, batendo de frente com a própria instituição.

“Quem manda sou eu. Ou vou ser um presidente banana?”, disse Bolsonaro sobre a indicação de Alexandre Silva Saraiva, lotado hoje em Manaus. Saraiva chegou a ser cotado para ministro do Meio Ambiente de Bolsonaro.

Porém, a Polícia Federal já havia anunciado que o posto seria de Carlos Henrique de Oliveira Souza, que está em Pernambuco.

Os dois disputam o lugar de Ricardo Saadi, que teria desagradado a família Bolsonaro, razão pela qual o presidente da República se antecipou e anunciou em entrevista que Saadi seria transferido por enfrentar problemas de “gestão” e “produtividade”.

Em nota, foi desmentido pelo próprio Ministério da Justiça, que informou que Saadi estava de mudança para Brasília a pedido.

O Rio de Janeiro é a base eleitoral da família Bolsonaro e é onde o Ministério Público Estadual investiga o agora senador Flávio Bolsonaro por envolvimento com Fabrício Queiroz, ex-assessor suspeito de ser laranja da família.

Mais tarde, o próprio Bolsonaro deu uma de “banana” sobre a indicação: “Eu sugeri o de Manaus. Se vier o de Pernambuco, não tem problema, não”.

O dia foi marcado também por movimentos políticos antecipados em relação à sucessão presidencial: Joao Doria recebeu o deputado federal Alexandre Frota no PDSB e Bolsonaro atacou Luciano Huck por críticas que o apresentador da TV Globo fez ao governo dele.

“Ele falou que eu sou o último capítulo do caos. Se ele comprou jatinho, então ele faz parte do caos. Ajudou naqueles empréstimos de quase meio trilhão de reais, amigo Fidel Castro, Venezuela, essa galera aí. E aqui no Brasil, me parece, foram R$ 2 bilhões (do BNDES) para amigos comprarem jatinho”, disse o presidente sobre Huck.

O apresentador de TV usou R$ 17,7 milhões do BNDES para financiar 85% de seu jatinho particular.

Se Bolsonaro for impedido antes de completar metade do mandato, novas eleições seriam convocadas.

Da cadeia, Lula fez duros ataques tanto a Bolsonaro quanto ao ministro da Justiça Sergio Moro.


2 pensou em “Lula concede nova entrevista: ‘Quero minha inocência’

  1. Jah, Jah ven outra decretação de inocência… mais doze anos de “inocência” pelo “brinde” do terreno do Instituto Lula e, de lambuja, a ratificação dos “11 anos de inocêncis” pelo TRF4 pelo presente da reforma do sítio de Atibaia…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *