Weverton critica indicação de filho de Bolsonaro para embaixada nos EUA

O líder do PDT no Senado, Weverton Rocha, apresentou ontem (16) um levantamento feito por sua assessoria para embasar críticas à indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), como embaixador do Brasil em Washington (EUA).

Segundo o relatório, as últimas 500 indicações feitas pela Presidência da República para chefiar embaixadas no exterior foram de diplomatas de carreira — sem parentes nessa lista.

Assim acontece desde maio de 2006. A conta inclui parte das indicações do governo Lula e todas feitas por Dilma, Temer e pelo próprio Bolsonaro.

“Os indicados são tradicionalmente escolhidos entre os diplomatas de carreira, com formação sólida e ampla experiência internacional, entre ministros e conselheiros do Itamaraty. Este caso, no mínimo, representa um desprestígio à carreira”, declarou Rocha.


3 pensou em “Weverton critica indicação de filho de Bolsonaro para embaixada nos EUA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *