Governadores da Amazônia reúnem-se com embaixadores de Noruega, Alemanha e Reino Unido; Dino não vai

Governadores e vice-governadores dos estados da Amazônia legal se reuniram hoje (13) com embaixadores de Noruega, Alemanha e Reino Unido, em Brasília, para discutir investimentos internacionais para ações ambientais na região.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), não foi. Preferiu enviar seu vice, Carlos Brandão (PRB). Há duas semanas, ele já havia deixado de comparecer a reunião do tipo, no Pará, porque viajara a São Paulo para uma entrevista ao ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (reveja).

No encontro desta sexta, estiveram presentes os embaixadores Nils Martin Gunneng (Noruega), Georg Witschel (Alemanha) e Vijay Rangarajan (Reino Unido).

Em agosto, a Noruega, que entre 2009 e 2018 repassou 93,8% dos R$ 3,4 bilhões doados para o Fundo Amazônia, anunciou a suspensão do repasse de R$ 132,6 milhões. A Alemanha também anunciou que suspenderia o repasse de R$ 155 milhões. As medidas foram anunciadas após o aumento do desmatamento e de queimadas na região, além de mudanças na gestão do fundo.

Em resposta aos dois países europeus, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Brasil não precisava do dinheiro alemão para preservar a Amazônia. Ele também sugeriu à Noruega que utilizasse os recursos para reflorestar a Alemanha.

Recentemente, os governadores da região afirmaram que estavam negociando o acesso direto ao fundo, sem intermediação do governo federal.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *