Nome de operação contra assessores remete a Astro de Ogum

Apontado pelo superintendente da Seic, delegado Armando Pacheco, como investigado na operação que culminou com a prisão de dois dos seus assessores, o vereador Astro de Ogum (PL), na verdade, pode ser o centro das atenções da polícia nesse caso.

A investigação foi batizada de “Operação Constelação”, numa clara referência a “estrelas”, ou “astros”…

Em coletiva na manhã de ontem, o próprio vereador informou que já havia até sido intimado a prestar esclarecimentos na Delegacia de Combate a Crimes Tecnológicos, responsável pelo inquérito.


1 pensou em “Nome de operação contra assessores remete a Astro de Ogum

  1. Astro tem que se passar logo pra Braide pois com os comunistas está provado que ele não vai conseguir nada. O mesmo deve acontecer com os outros pré-candidatos porque o comunista-mor vai insistir até perder com nomes como Rubens Júnior, Bira do Pindaré, Neto Evangelista, uns verdadeiros postes. Ah ia esquecendo o nome do anticarismático Osmar Filho, mas ele não decola de maneira alguma e não passa de 3% das intenções de voto em todas as pesquisas, mesmo propalando-se que a máquina da prefeitura e quase todos os vereadores vão com ele!!! Até o seu padrinho, Weverton Rocha, já lhe deu um ultimato, se o pedetista não conseguir se viabilizar até dezembro/2019 pode tirar o cavalo da chuva que o candidato é outro. Agora quem seria esse outro candidato das hostes comunistas pra se contrapor a onda Braide, não tem?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *