MP denuncia coronel Heron por espionagem na eleição de 2018

O promotor Clodomir Lima Neto, da 2ª Promotoria de Justiça Militar de São Luís, ofereceu denúncia contra coronel da PMMA Heron Santos em virtude do caso de espionagem de adversários do governo Flávio Dino (PCdoB) durante as eleições de 2018.

O oficial já havia sido responsabilizado pelo caso numa sindicância interna da própria PM (reveja).

Segundo documentos divulgados hoje (10) pelo blog do De Sá, o coronel, identificado como “Coordenador das Eleições”, foi informalmente convidado, à época do pleito, pelo então comandante da PMMA, Jorge Loungo, para realizar um planejamento chamado “Operação Eleições 2018” . Mas, por iniciativa própria, teria exorbitado em sua atuação.

“Ignorando tal circustância, entre os meses de março e abril de 2018, o denunciado CEL QOPM HERON SANTOS, sem qualquer ordem formal superior, determinou a ação militar na “Operação Eleitoral 2018”, tendo, inclusive elaborado a planilha intitulada “LEVANTAMENTO ELEITORAL”, na qual o denunciado ordenou que os ‘Comandantes de Área deverão informar as liderançasque fazem oposição ao governo local (ex-prefeito, ex-deputado, ex-vereador) ou ao governo do Estado, que podem causar embaraços no pleito eleitoral’, disse o Ministério Público.

A denúncia também inclui o major Antônio Carlos Araújo Castro, apontado pelo promotor do caso como o responsável por confeccionar o ofício circular e inserir a assiantura digital do Comandante de Policiamento de Área 1, coronel Antônio Markus da Silva Lima, no documento para agilizar o envio das informações do “LEVANTAMENTO ELEITORAL” pelas unidades militares subordinadas ao CPA 1.


7 pensou em “MP denuncia coronel Heron por espionagem na eleição de 2018

  1. O coronel HeRon desde maio de 2019 foi denunciado pelo ministério público como sendo o responsável pela espionagem e mesmo assim ele foi promovido pelo governo para ser o comandante do policiamento do interior.
    Imagine agora como comandante de todo o interior deve estar espionando…..
    Ou seja, esse governo aplica o seguinte jargão ” AOS AMIGOS TUDO AOS INIMIGOS O RIGOR DA LEI “…….

  2. Coronel […] seus subordinados. Espero que a denúncia seja recebida e que esse Coronel seja responsabilizado. O termo embaraços é um claro direcionamento da pm no sentido de constranger adversários.

  3. De uns dias pra cá várias medidas das promotorias de justiça contra atos de pessoas que servem obedientemente o Governo Flávio Dino, muito curioso!? Pergunta que não quer calar: acaso essas ações das promotorias dependessem diretamente da PGJ sairiam?

  4. E o secretário não foi denunciado? Agora só os subordinados irão pagar o pato, coitados!!!!? Uma lição para os outros obedientes funcionários e uma alerta para os outros secretários de Estado, pois a corda só quebra pro lado dos mais fracos.

  5. Como o governador se afasta em abril/2022 de qualquer jeito para concorrer às eleições, então FD só tem ainda 30 meses, isso se não for cassado antes, e vai deixar um bocado de gente enrolada na Justiça e no MP, bem feito!!! KKK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *