Gil Cutrim vai ao TSE para deixar o PDT sem perder mandato

O deputado federal do Maranhão Gil Cutrim entrará com ação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para deixar o PDT sem perder o mandato.

O processo será movido contra o partido em conjunto com a deputada Tabata Amaral, além dos deputados Flávio Nogueira (PI) e Marlon Santos (RS).

A legislação determina que o mandato fique com o partido caso o parlamentar deixe a legenda fora da janela temporária – mas prevê exceções, e Gil alegará, juntamente com os colegas, que tem sofrido perseguição política desde que votou a favor da reforma da Previdência.

A informação foi repassada por Tabata Amaral na noite de ontem (15), durante entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura.


1 pensou em “Gil Cutrim vai ao TSE para deixar o PDT sem perder mandato

  1. Uma solução para isso seria candidaturas avulsas uma vez que o político se elege por legendas acaba ficando refém do partido cujas vontades e interesses dos caciques têm que prevalecer, aí a pessoa se torna representante da legenda, e ñ da população.

Os comentários estão fechados.