AST: Roberto Rocha quer recuperar ‘tempo perdido’ pela Câmara

O senador Roberto Rocha (PSDB-MA) afirmou hoje (11), em vídeo publicado em suas redes sociais, que no Senado, o Acordo de Salvaguardas Internacionais (AST) – assinado entre Brasil e Estados Unidos para lançamentos a partir do centro espacial de Alcântara, no Maranhão – não será tema de debate ideológico.

Segundo ele, a expectativa é que o seu parecer favorável ao texto, divulgado na semana passada (reveja), seja apreciado amanhã (12) na Comissão de Relações Exteriores e, se possível, em plenário.

“Esperamos que no Senado Federal a gente recupere o tempo perdido que a Câmara demorou, por razões puramente ideológicas, na votação desse importante projeto”, declarou.

Relator do texto do acordo, Rocha apresentou seu voto a favor da matéria, na sexta-feira passada (8). De acordo com o tucano, o acordo entre os dois países “está em consonância com os anseios da comunidade científica nacional”

“No mérito, o texto acordado está em consonância com os anseios da comunidade científica nacional, com as aspirações do meio acadêmico brasileiro afeto ao tema, com os interesses da Força Aérea Brasileira, com o entusiasmo do setor aeroespacial do país e, de modo destacado, com o impulso do povo brasileiro sobretudo dos meus coestaduanos. Isso porque todos os mencionados se beneficiarão, de tal ou qual maneira, do Acordo em análise”, diz ele.

Baixe aqui a íntegra do parecer.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *