Maranhão tem melhora da economia, apesar do aumento da pobreza

O Maranhão teve o quarto maior aumento do PIB entre todos os Estados brasileiros em 2017, de acordo com informações divulgadas na manhã desta quinta-feira (14) pelo IBGE. A alta foi de 5,3%.

O PIB (Produto Interno Bruto) é a soma de riquezas de um país, Estado ou cidade. Ou seja, quanto maior, melhor a economia.

À frente do Maranhão, só ficaram Rondônia (5,4%), Piauí (7,7%) e Mato Grosso (12,1%). No Nordeste, o Maranhão teve a segunda maior alta do PIB em 2017.

O desempenho da economia maranhense também ficou bem acima da média nacional, que cresceu 1,3%.

O principal setor que puxou para cima o PIB maranhense foi o agronegócio. Boa parte da produção de grãos é transportada pelo Porto do Itaqui, que também teve forte contribuição para o resultado.

Apesar da melhora da economia, o mesmo IBGE apontou na semana passada que segue aumentando o número de maranhenses na extrema pobreza (reveja).


3 pensou em “Maranhão tem melhora da economia, apesar do aumento da pobreza

  1. Faltou falar que continua com o último em PIB per capita (R$ 12.788,75) e que este crescimento, por ter sido no setor agropecuário (variação de 37,7% contra -3,5% da industria e 4,1% do setor de serviços), é ainda devido aos reflexos do governo anterior, pois o mesmo não fez nada pelo Estado em nenhum dos setores econômicos (quem esquece do agricultores reclamando das péssimas estradas para escoação e o papudo não mexeu uma palha). E o questão da pobreza, os dados do PNADc são de 2018, ou seja depois do PIB, que são de 2017.

    • Colaborando: para o ma ter o mesmo pib per capita do piaui, o PIB teria que crescer nominalmente mais de 10% (impossivel com esta gestao), ou reduzir a populacao em menos 650 mil orelhas-secas (mais impossivel ainda). Resumo da opera: seremos eternamente os ultimos do pais, a nao ser que entre uma pessoa seria no governo. Nao esse palahaco que esta nos leoes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *