Flávio Dino afasta coronel que deu ‘carteirada’ no BPRv

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), decidiu afastar de suas funções, nesta sexta-feira (13), o coronel Atnônio Terra Schutz, que deu uma “carteirada” em blitz do Batalhão de Polícia Militar Rodoviária (BPRv) depois de seu filho ser flagrado dirigindo, sem carteira de habilitação, uma viatura da Polícia Militar do Maranhão.

No despacho, o comunista destaca que, de acordo com o Estatuto dos Policiais Militares, uma falta “é tão mais grave quanto mais elevado for o grau hierárquico de quem cometer”.

Dino aponta, ainda, que, até agora, são incontroversas as denúncias contra o oficial.

Segundo reportagem do G1 Maranhão, está sob investigação denúncia de que o filho do coronel Marco Antônio Terra foi liberado de uma blitz na Avenida dos Holandeses, após intervenção do oficial (saiba mais).

O rapaz voltava de uma festa, foi parado e, durante a abordagem, revelou que sequer possuía carteira de habilitação.

Mais ainda: durante as averiguações de praxe, os homens do BPRv descobriram que o veículo conduzido por ele, uma caminhonete, na verdade era uma viatura da própria PMMA.

Mesmo assim, nem o jovem teve que dar qualquer explicação às autoridades, tampouco a viatura fora apreendida.


6 pensou em “Flávio Dino afasta coronel que deu ‘carteirada’ no BPRv

  1. Esse ditador fala tanto em democracia, tanto na constituição, nas autonomias das entidades e do nada, sem nenhum devido processo legal, sem a ampla defesa e o contraditório, com uma canetada age como um déspota. Quem tem que fazer isso é a corregedoria geral. E se o fiph9 do coronel pegou a viatura sem nem ele saber?
    Esse ditador quer sempre tomar a frente das pisas pra tentar mostrar poder e domínio sobre as situações, quando na verdade é um antidemocrata!

    • E se o filho pegou a viatura sem ele saber? Então pq diabos ele foi lá na blitz desautorizar subordinados e ainda humilhá-los botado o mesmo filho, sem CNH, para dirigir o veículo após a abordagem?

  2. Pingback: E os PMs do BPRv que aceitaram 'carteirada'? - Gilberto Léda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *