E os PMs do BPRv que aceitaram ‘carteirada’?

(Imagem ilustrativa)

Elogiável a rápida e enérgica decisão do governador Flávio Dino (PCdoB) de afastar de suas funções o coronel Atnônio Terra Schutz, que deu uma “carteirada” em blitz da Polícia Militar do Maranhão depois de seu filho ser flagrado dirigindo, sem carteira de habilitação, uma viatura da própria PMMA (saiba mais).

Mas, e os policiais que estavam no comando da tal blitz? O que será feito em relação a eles?

No mínimo, prevaricaram ao aceitar a “carteirada” do oficial e assistir, sem nada fazer, ao filho do coronel sair dirigindo, sem CNH, uma viatura da corporação.

Além do coronel Terra, portanto, os PMs que permitiram que tudo isso ocorresse – do mais jovem praça, ao oficial de mais alta patente – também devem ser exemplarmente punidos.

E logo…


8 pensou em “E os PMs do BPRv que aceitaram ‘carteirada’?

  1. Nobre Gilberto Leda, não existe a questão de aceitar a carteirada. O que ocorreu foi um assédio moral, um abuso de poder hierárquico de um superior, sobre um subordinado.
    Em todos os casos, o praça sempre é penalizado!
    Se não liberassem o carro, estariam todos presos no Manelão do QCG da PMMA, ou transferidos para um batalhão do interior do Estado.
    É crime militar, observar um superior Hierárquico.
    Ah se você soubesse como os nobres praças sofrem nas mãos de seus superiores?
    Se este caso fosse cometido por um Soldado, um Cabo, ou um Sargento; esse já estaria preso, respondendo a um Inquérito Policial Militar – IPM e prestes a um conselho de disciplina para ser expulso da PMMA.
    Imagine que cada Coronel ou Comandante de Batalhãos, além de receber gratificação por exercer tão cargo, ainda possui um carro extra descaracterizado, abastecido e com todas as dispensas de concerto em geral mecânicos pago por nós contribuintes.
    E os praças são direcionados para serviço de motorista para esposas, amantes, sogras, amigas e filhos e entre outras coisas mais; e não podem reclamar, pois se assim fizerem, são perseguidos, e meu nobre blogueiro pergunta o que irá acontecer com os PM’s da BPRV que aceitaram a carteirada?
    Pode ter certeza que essa notícia veio a público, por que algum desses policiais ficou tão revoltado com o abuso e constrangimento passado que informou a um blogueiro – amigo seu – para passar a frente essa situação ocorrida, com o intuito desse coronel não sair impune.
    Espero que o senhor não esteja sendo manipulado por algum oficial da PMMA para intimidar os praças e forçá-los a ficarem calados, sem dá um pio e nunca mais expor episódios desses a público.

      • Meu nobre, na atual conjuntura, em ocorrência o policial jantem receio em responder a injusta agressão (atirar de volta no ofensor) com medo de responder, quem dirá…
        … O que quero dizer é:
        As praças já são perseguidas por nada, quem dirá!
        O termo “coronelismo” ainda é latente no mundo militare quantas vezes se tem visto o grande protecionismo das estrelas e a destruição das praças?
        Cobrar de quem está embaixo é simples, pois dito certo é a corda sempre quebra para o lado mais fraco. Prova disso é, como se não bastasse a situação ridícula do dono da PM, querer que quem estava de serviço seja punido e será! Até de forma mais severa.
        Não é duvidando do comandante geral ou do secretário de segurança, mas é o que sempre aconteceu; o que não quer dizer que desta vez, possa ser diferente.

  2. Gilberto tem polícias que não paga IPVA do seus carros e passar pelas blitz e corporativismo não nem preciso Blitz e só fazer um levantamento dentro dos Quartéis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *